Veja como auxiliar na produtividade de um laboratório

A produtividade tem um papel crucial em todos os setores e não é diferente ao se tratar de laboratórios. Primeiramente, é importante esclarecer que a produtividade está relacionada aos recursos do meio de produção e à quantidade.

Sendo assim, é uma forma de mensurar a operação e sem dúvidas, assim como outros segmentos, a procura por potencializar a produtividade sem perder a qualidade é alta.

Existem diversos tipos de laboratórios, mas, de forma geral, deve-se considerar que a produtividade não está apenas relacionada às pessoas em si, mas também com os processos aplicados, tecnologia e toda a parte de gestão. Dessa maneira, algumas estratégias podem contribuir com este cenário, tais como:

  • Automação;
  • Gestão adequada de dados;
  • Manutenção;
  • Cultura de performance.

A automação consiste em tornar processos mais rápidos pro meio da implementação de componentes eletrônicos, atingindo, desta forma, não apenas maior agilidade, como também maior qualidade e precisão.

Já a gestão adequada dos dados é indispensável para viabilizar a organização e evitar pausas significativas por informações comprometidas ou que não estão dispostas de maneira correta.

Quando se trata da manutenção de equipamentos de laboratório, esse fator deve ser fortemente priorizado, pois tanto a calibração, quanto a manutenção, correspondem aos processos mais viáveis de garantir o desempenho satisfatório dos equipamentos e principalmente, medições precisas.

Grande parte dos equipamentos aplicados em laboratórios correspondem a instrumentos de medição e é preciso que ocorra a calibração de acordo com valores dentro do padrão de cada aparelho para que as medidas fornecidas não estejam incorretas.

Por esse motivo, a manutenção ocorre constantemente, não apenas quando um equipamento apresenta algum tipo severo de problema. A falta de acompanhamento pode resultar, principalmente, na produção irregular e desgaste precoce do item.

A cultura de performance é algo muito visado, em especial, pela necessidade de ser sempre aprimorada. Afinal, engloba fatores como a liderança, estratégias e valores.

Dessa forma, torna-se possível aliar as competências com ferramentas otimizadas de trabalho, tornando os processos diferenciados e mais competitivos.

A manutenção de autoclave

A autoclave é um importante aparelho para a esterilização de materiais, por essa razão, é amplamente utilizada em setores variados.

Em suma, a esterilização ocorre por meio de vapor de água em temperatura extremamente elevada, apesar disso, é considerado um processo seguro.

Entre os componentes da estrutura, é possível citar o cilindro metálico onde o processo de aquecimento da água ocorre, válvulas de segurança e de ar, chave de comando, indicador de temperatura e pressão, e tampa para fechamento hermético.

Assim como outros elementos, é importante que ocorra a manutenção autoclave, principalmente a preventiva, onde se é possível detectar pequenos defeitos e dessa maneira, evitar prejuízos e paradas severas.

Naturalmente, as medidas preventivas a serem seguidas dependerão do setor, do aparelho e do que o profissional aponta como necessário, mas entre os procedimentos, pode ser efetuada a higienização do gerador de vapor, inspeção da estrutura de fechamento e de vedação, teste de estanqueidade, entre outras possibilidades.

Já na manutenção corretiva, os problemas são corrigidos para que o aparelho possa voltar a ter um desempenho normal.

Entre as possibilidades desse tipo de manutenção, estão ajustes de peças e substituições, por esse motivo, é um tipo de manutenção em que os processos podem ser mais demorados no que na preventiva.

Para o que serve o nobreak inteligente e o estabilizador?

nobreak inteligente consiste em um importante componente de proteção de diversas instalações, isso se deve ao fato de que muitos aparelhos estão propensos a serem acometidos pela interrupção repentina da energia, o que pode resultar em prejuízos severos.

Esse componente evita que isso ocorra, pois estabiliza a rede elétrica e, ao mesmo tempo, possibilita a interação de maneira direta.

Já o estabilizador também desempenha o papel de manter a tensão da rede estável, a distinção principal entre ambas alternativas, é que o nobreak conta com uma ou mais baterias para o fornecimento de energia, até mesmo em períodos em que a rede não está presente, ao contrário do estabilizador.

Com os itens apresentados ao longo do texto, é possível que os laboratórios contem com maior produtividade. No entanto, para usufruir de fato dos benefícios que apresentam, é preciso escolher as opções mais adequadas, evitando assim, grandes prejuízos devido a investimentos indevidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *