plástico

Conheça a indústria do plástico

O plástico é um material utilizado em muitos segmentos da sociedade, podendo ser considerado como sua matéria-prima. Ele é formado pela união das cadeias moleculares, também conhecidas como polímero.

A produção do plástico consiste em um processo químico, conhecido como polimerização. Esses polímeros podem ser naturais ou sintéticos.

Como exemplo dos naturais, podemos citar:

  • Algodão;
  • Madeira;
  • Cabelo;
  • Látex.

Sobre os sintéticos, citamos os plásticos, que podem ser obtidos por meio das reações químicas. A industria de plasticos pode fabricar materiais diferentes, que variam a depender do tipo da molécula.

De modo geral, esse tipo de indústria é de extrema importância para vários setores da economia, por exemplo:

  • Na construção civil;
  • No setor agrícola;
  • No setor de calçados;
  • No setor das telecomunicações;
  • No setor de eletroeletrônicos;
  • No setor metalúrgico (e industrial, de modo geral);
  • Em setores automobilísticos.

Além disso, podemos citar que as peças de plástico estão presentes na informática e também dentro da indústria tanto naval como hospitalar.

Ainda, esse tipo de indústria consegue produzir diversos elementos, por exemplo, variados tipos de embalagens a depender da necessidade do cliente.

Além disso, o material produzido apresenta resistência e durabilidade, podendo também ser ecologicamente sustentável. Muitas empresas têm optado pela produção de plástico verde, no qual é possível obter uma degradação mais rápida do polímero.

Conheça as peças plásticas

Um dos segmentos que trabalham com as peças plásticas, o ramo das embalagens merece destaque. Cada vez mais desenvolvidas tecnologicamente, esse ramo se destaca por apresentar resistência, qualidade, leveza e ainda, por não serem consideradas tóxicas.

Mas, a fabricação dessas peças depende da injeção de peças plásticas. Esse tipo de atividade é utilizada no segmento da indústria e atua na confecção de materiais plásticos. Por meio da injeção é possível fabricar diversos elementos, por exemplo, móveis, peças para automóveis, peças para residências, brinquedos para crianças, dentre outros.

Uma injetora de plastico funciona da seguinte forma: primeiro, o material (polímero) é submetido a elevadas temperaturas e após derretimento, é posto em um molde.

Quando o plástico é derretido, ele é inserido na moldagem, no qual é esculpido de acordo com o a vontade de seu fabricante.

Após esse processo, o material passa por resfriamento e pode ser recolhido. O processo apresenta tanta eficiência, que várias peças de plástico podem ser produzidas ao mesmo tempo.

Nesse caso, existe um fabricante de molde para injeção que é específico e atua nesse seguimento, oferecendo um produto com qualidade. Vale ressaltar que esse procedimento lida com elevadas temperaturas e por isso, deve ser feito por profissionais qualificados.

Preparo do plástico: a utilização do forno

O forno de fundição é um material essencial no processo de fabricação do plástico. Por meio dele, é possível preparar diversos produtos, por exemplo, panelas, calhas, conchas, sinos, fornos e peças de reposição.

Esse forno atua também na fundição de metais, possuindo elevada capacidade e resistência. Além disso, é possível notar seu destaque diante do trabalho com gases, óleos e outros sistemas que podem necessitar de aquecimento.

O mais interessante é apresentar um sistema seguro e de eficácia diante da operação.

Vale ressaltar que quando a temática se refere ao forno industrial, ele é focado na fundição (ou derretimento) de materiais. Como característica, esses fornos apresentam uma soldagem em aço carbono (evitando a corrosão e ferrugem), além de ter um revestimento especial, isolamento térmico e ainda, resistência mecânica.

Além disso, os fornos possuem revestimento de concreto isolante, atuando de forma robusta e com eficiência em todo o processo de produção.

Existem vários tipos de fornos de fundição e dentre os principais modelos podemos citar os basculantes, hidráulicos, de fusão para o alumínio, assim como forno de soleira seca, fornos para tratamentos de metais e de sistemas de pré aquecimento a gás.

Cabe ao cliente verificar qual é o melhor modelo de forno disponível no mercado, a depender da sua área de atuação.

Vantagens na utilização dos forno

Dentre as principais vantagens em utilizar os fornos de fundição, podemos citar um excelente custo-benefício para a indústria, um baixo consumo de combustível para seu funcionamento.

Assim como a baixa perda de calor (ou térmica), economia no metal (tanto utilizado como no fundido), controle da temperatura assim como da emissão dos gases, além de trazer uma segurança em toda a operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *