Itens relevantes para os diversos ramos industriais

As empresas de automação industrial possuem a função de criar mecanismos que consigam auxiliar no processo produtivo, de forma a desenvolver produtos com mais qualidade e um custo mais baixo.

Os principais objetivos da automação industrial envolvem a melhora da produtividade de uma empresa por meio do aumento da produtividade, além de garantir mais segurança no desempenho de determinados trabalhos, ao melhorar as condições de trabalho dos funcionários.

Algumas operações que não são possíveis de serem controladas de forma manual, tornam-se possíveis de serem realizadas por meio da automação.

Os produtos passam a ser fornecidos de forma mais rápida e em quantidades mais adequadas às necessidades de produção. A automação também simplifica a operação e a manutenção das máquinas, não exigindo muito do operador.

Saiba mais sobre a automação

A automação industrial ocorre quando há transferência das atividades desempenhadas por operadores humanos para um conjunto de máquinas.

Ela está cada vez mais presente nos diversos segmentos de produção industrial, além dos setores de geração e distribuição de energia, transportes e outros que demanda sempre novos sistemas e máquinas que sejam automatizadas.

Os serviços de automação industrial contribuem com o aumento da produtividade, eficácia e agilidade nas indústrias. Os equipamentos de automação industrial são pensados para atender às necessidades específicas de cada cliente, levando em consideração aspectos como:

  • qual é a área da indústria?
  • qual é o segmento de atuação?
  • quais máquinas são usadas?
  • qual é a produtividade ideal?

Isso faz com que o serviço seja realizado de forma exclusiva e personalizada. Por meio da automação industrial, é possível reduzir os custos de uma indústria em relação à quantidade de funcionários, porque uma só máquina consegue realizar o serviço que antes era feito por diversos operários

Muito usado nas indústrias, o nobreak industrial é um condicionador que faz a regulagem da voltagem e a pureza da energia que chega até às máquinas e equipamentos que são conectados a ele.

Quando há queda de energia, o nobreak também serve como forma de alimentar os dispositivos, por meio de uma bateria.

Alguns equipamentos, como o filtro de linha e o estabilizador, possuem funções semelhantes ao nobreak, mas o último é o mais completo, pois, através dele, é possível fornecer energia quando ocorrem apagões.

A medição de um nobreak é feita por números que representam a sua potência, ou seja, consegue indicar o quanto a bateria consegue produzir de energia em caso de falta de luz.

Além disso, indica por quanto tempo a bateria é capaz de manter o equipamento funcionando. Esse valor pode ser alterado dependendo do número de aparelhos ligados a ele do consumo de cada um deles.

Como funciona um gerador de energia?

A conversão da energia mecânica em energia elétrica é feia por meio de um gerador. Há no mercado, quatro tipos diferentes de gerador, sendo eles: o gerador de corrente contínua, o gerador de indução, o gerador síncrono e os motores elétricos.

O que difere esses modelos são as voltagens e tensões distintas de cada um deles. Por isso, antes de escolher qual é o melhor gerador para determinado local, é necessário ver as necessidades de uso dele.

O gerador de corrente contínua ou dínamo, é uma máquina que faz a conversão de energia mecânica em elétrica por meio de elementos como o núcleo ferromagnético, que abriga o enrolamento de armadura.

O gerador de indução não possui campo magnético no rotor. Sendo assim, o campo magnético precisa ser gerado através de uma corrente de indução no rotor, obtida por meio do estator.

Já o gerador síncrono consegue gerar energia elétrica por meio da excitação de fluxo no rotor. No caso desse modelo, a rotação é a grande responsável por converter energia mecânica em elétrica.

O gerador síncrono precisa de um princípio condutor que deve ser submetido a um campo magnético variável, e que gera a tensão elétrica.

Os tipos de geradores mais encontrados são motores elétricos. Eles funcionam por meio da interação entre campos eletromagnéticos ou eletromecânicos.

O que é a cabine primária?

A cabine primária é designada como um conjunto de sistemas e componentes que transformam a energia elétrica. As tensões de transmissão de 188kV, 88kV, 32kV, 28 kV, 22kV, 13,8 kV são transformadas para as tensões de utilização de 440V, 380V, 220V e 110V. Há no mercado diversos modelos cabines e subestações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *