Equipamentos com uso na indústria de fabricação de peças

Sendo um objeto de uso constante aplicado em estruturas arquitetônicas, a abraçadeira para mangueira pode ser utilizada de diversas formas em vários tipos de indústrias.

Em sua maioria, se faz presente em diferentes situações cotidianas, sendo um item fundamental em construções, linhas de produção e outros vários processos produtivos, por exemplo.

É constituída de matéria-prima metálica e costuma ser mais resistente do que algumas outras gamas de materiais, podendo ser utilizada para segurar e fixar vigas de madeira, o que a torna mais versátil.

Devido ao seu modo de preparo, a abraçadeira para mangueira pode possuir diâmetros variados, podendo ser até feita sob medida para determinados padrões de mercado, com tamanhos e modelos diversos.

Se tornando cada vez mais importante nas indústrias, principalmente no seguimento alimentício, a embaladora a vácuo assegura que o alimento seja embalado a vácuo, o que acaba virando uma alternativa mais natural para a preservação de suas características, trazendo maior praticidade ao preparo e armazenamento do mesmo.

Sua estrutura é produzida a partir do aço inox, que garante a ausência de ferrugem e apresenta proteção e resistência ao produto que é embalado, além de ainda contar com uma tampa de acrílico, que acaba tornando possível visualizar os produtos durante o procedimento de embalagem.

Algumas das medidas necessárias à se tomar é procurar uma seladora que se adapte às necessidades de determinados alimentos e suas variedades de porções e quantidades.

Mantenha-se atento à ter um bom equipamento, buscando por uma opção de manutenção mais simples.

Compressores de ar

compressor ar é um equipamento pneumático que faz a captação do ar presente no ambiente e o armazena em um reservatório sob alta pressão, transformando-o em um ar comprimido.

Esse instrumento pode ser usado em diversas atividades e pode apresentar diversas características físicas, podendo variar conforme a função necessária à ser desempenhada.

Alguns dos modelos disponíveis no mercado são:

  • Compressores de ar para sistemas industriais
  • Compressores de ar de refrigeração
  • Compressores de ar para serviços gerais
  • Compressores de ar para serviços de vácuo
  • Compressores de gás ou de processo

O compressor de ar para sistemas industriais, por exemplo, é um equipamento que tem o intuito de dar certo suprimento ao ar em unidades industriais.

Apesar de seu tamanho e custos diferentes, seu funcionamento básico continua o mesmo apesar dos modelos diversos.

Denomina-se compressor de ar volumétrico (ou de deslocamento positivo) a elevação de pressão que se é obtida através da redução de volume ocupado pelo gás, tendo cada sistema um meio de funcionamento específico.

Além de ser considerado de meio alternado, onde um pistão ou mais acabam aspirando o ar atmosférico afim de comprimi-lo num reservatório para ser utilizado apenas quando se for necessário.

Os compressores de deslocamento positivo possuem um sistema conhecido como parafuso, que consiste quando o volume de gás ou de ar é progressivamente reduzido por meio do comprimento do parafuso, o que faz com que ocorra o aumento da pressão.

Isso faz com que o o sistema e seus componentes internos tenham aumento de sua vida-útil, promovendo maior eficiência volumétrica e melhor ventilação.

Conhecidos por turbo-compressores, os compressores de ar dinâmicos causam a elevação da pressão que se é obtida através da conversão de energia cinética de pressão por meio da passagem do ar que se obtém através do compressor.

Por meio de um rotor laminado (impulsor) de alta velocidade, o ar admitido acelera, sendo capaz de atingir velocidades elevadas, o que consequentemente faz com que os impulsores transmitam energia cinética ao ar.

Sendo assim, seu escoamento se retarda através de difusores, o que acaba obrigando uma ocorrência de elevação na pressão.

Manutenção

manutenção compressor de ar é acaba se tornando um fator primordial para que, além da redução de custos e bom funcionamento, o equipamento tenha sua vida-útil prolongada, uma vez que as manutenções preventivas acabam evitando consequências que podem acabar resultando em custos elevadíssimos.

Sendo assim, algumas das recomendações necessárias, independente da operação à qual são destinados, são:

  • A verificação semanal do nível de lubrificação e óleo, assim como a troca após o primeiro mês de operação. À demais, as trocas podem ocorrer a cada três meses, obedecendo as recomendações do fabricante.
  • O compressor deve ser limpado semanalmente, já que os acúmulos de resíduos acabam prejudicando a dispersão do calor, o que afeta seu funcionamento.
  • Deve-se verificar mensalmente a tensão das correias, já que se operadas de maneira incorreta podem acabar prejudicando o equipamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *