Conheça 5 modelos de misturadores industriais

Até algumas décadas atrás, boa parte dos procedimentos que hoje são feitos por uma maquina industrial eram realizados à mão. Com essa mudança, o setor ganhou produtividade e competitividade, o que possibilitou a redução de preços de uma série de mercadorias.

Um dos processos que automatizados foi a mistura de substâncias, sejam elas sólidas ou líquidas. Por exemplo, atualmente, é difícil encontrar um operário de construção civil que prepare a argamassa para o uso à mão. O mais comum é usar uma betoneira, que é um tipo de misturador industrial.

Entretanto, é preciso ter em mente que estas máquinas não mesclam elementos sem critério algum: existem uma série de modelos no mercado, sendo que cada qual é apropriado para lidar com diferentes substâncias. Confira alguns destes modelos a seguir:

 

  1. Batedeira industrial

Por mais que muitas pessoas não imaginem, as cozinhas de bares e restaurantes funcionam como linhas de montagem: há várias áreas, sendo que cada uma se responsabiliza por uma etapa de preparação do prato.

As semelhanças com uma indústria não param por aí: estes locais costumam contar com equipamentos específicos para eles, de modo a melhorar a sua eficiência. Alguns dos aparelhos presentes nestas cozinhas são:

  • Fogões industriais;

  • Geladeiras industriais;

  • Freezers de alta capacidade;

  • Utensílios de aço inox.

Ademais, há um tipo de misturador projetado, especialmente, para cozinhas profissionais: a batedeira industrial. Além de ter maior capacidade em relação à doméstica, ela tem um mecanismo de funcionamento diferenciado, conhecido como planetário.

Nele, além das peças responsáveis pela mistura girarem ao redor do próprio eixo, eles giram dentro do recipiente da batedeira, fazendo movimentos circulares. Desta maneira, o procedimento é feito com mais eficiência.

Da mesma forma, é imprescindível que ela seja feita em inox. O motivo por trás disso é o fato de que a superfície desta liga metálica é extremamente lisa e pouco propensa a ranhuras, dificultando tanto a proliferação de bactérias quanto a contaminação dos alimentos.

 

  1. Misturador de tamboreamento

Contudo, também existem modelos de misturadores que não usam a força de um batedor para fazer a mescla: é possível usar a força da gravidade, como no caso da betoneira. Neste caso, o recipiente onde estão as substâncias a serem misturadas gira horizontalmente em torno do próprio eixo.

Quando isso acontece, a gravidade entra em ação e as partículas acabam por se misturar. Consequentemente, a ação sobre o produto não é direta.

Vale ressaltar que este é um dos modelos mais versáteis disponíveis no mercado: ele pode servir tanto como misturador industrial para pó quanto para substâncias com outras consistências.

Por fim, ele está disponível em vários modelos. Entre eles, estão:

  • Em Y;

  • Duplo cone;

  • Em V;

  • Em forma de barril.

 

  1. Misturadores de duplo braço

Contudo, nem todos os modelos de misturadores são versáteis: alguns são desenvolvidos especificamente para certos produtos. É o caso dos aparatos de duplo braço.

Sua estrutura é muito diferente da de outros modelos. Seu recipiente é um barril, mas ele contém uma espécie de espiral no interior. Quando o misturador é acionado, ela gira, movimentado – e misturando – as partículas a seu redor.

Tal mecanismo de funcionamento faz com que este aparato seja usado para mesclar produtos de alta viscosidade, como certos tipos de ração.

 

  1. Misturadores de dispersão

Além disso, existem modelos de misturadores que fazem mais do que meramente mesclar produtos: seu papel também é reduzir o tamanho das partículas, colaborando com a eficiência do processo industrial. São os chamados misturadores de dispersão.

Sua estrutura é relativamente simples: há um tanque, onde o produto a ser misturado é depositado, e eixos metálicos com lâminas em sua extremidade.

Quando estes sem movimentam, há tanto a mistura quanto o corte das partículas do produto. Isso torna este equipamento outra opção de misturador de ração.

 

  1. Misturadores nauta

Este misturador é de uso típico em indústrias de grande porte, devido à grande área ocupada por ele tanto em largura quanto em altura.

Apesar deste problema, essa característica também faz com que ele seja capaz de processar uma quantidade maior de produtos de uma só vez.

Assim como o duplo cone, o recipiente do misturador nauta tem esta forma geométrica. Contudo, ele é posicionado de maneira fixa, em direção horizontal.

Em seu interior, há uma haste que, ao se movimentar, move também todas as partículas a seu redor. Desta maneira, elas se misturam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *