Conheça os tipos de componentes eletrônicos utilizados na indústria

Com a  descoberta das ligações elétricas foi essencial para que a humanidade pudesse avançar o suficiente para chegar à maneira como nos encontramos hoje.

Graças a ela foi permitido o processo de automação, o que acabou diminuindo a necessidade da força de trabalho humana de forma exaustiva. Assim, é possível produzir com muito mais rapidez e precisão, sem grandes esforços.

Ainda que ao se pensar na energia elétrica se pensem em coisas grandiosas, como maquinários pesados e redes de fios que levam esse serviço a várias partes do mundo, existem pequenos detalhes que precisam ser levados em consideração.

Os componentes eletrônicos, embora se tratem de pequenos dispositivos, permitem que o grande sistema funcione de modo eficaz.

Eles farão, por exemplo, a mediação dos níveis de corrente, tensão elétrica e temperatura. Além disso, eles são responsáveis por controlar aparelhos como sensores de presença.

Benefícios dos componentes

Esses materiais têm como objetivo a produção de efeitos diferenciados dentro de uma corrente elétrica a partir da junção de outros tipos diferentes de componentes, produzindo assim, um denominado fluxo de elétrons que podem ser muito úteis no meio industrial.

Um dos grandes benefícios de empregar os componentes eletrônicos é que eles têm a tecnologia necessária para criar mecanismos de produção dos materiais com um custo bastante reduzido, porém manter a qualidade do resultado final. Assim há um aumento na taxa de produtividade.

Além disso, ele evita que os trabalhadores humanos tenham que executar tarefas manuais que podem causar danos a sua saúde ou, até mesmo, consequências irreversíveis. Assim, a segurança e as condições de trabalho dentro das fábricas estão garantidas.

Podendo variar entre resistores, capacitores, sensores, entre outras coisas, a variedade de componentes eletronicos é bem alta. Confira as especificações de alguns dos mais populares e úteis no ramo industrial.

Sensores

Os sensores são aplicados em diversas categorias diferentes, pois conseguem responder a estímulos provenientes de reações físicas ou químicas, de forma que é possível fazer uma espécie de medição desses impulsos que foram captados por eles. Entre os principais meios onde eles podem ser utilizados estão:

  • fábricas industriais;

  • instalações médicas;

  • campos de agricultura;

  • equipamentos de robótica;

  • entre outros.

A sua versatilidade se deve ao fato de que existem mais de dez tipos de sensores diferentes, de modo que é sempre possível encontrar uma forma adequada de adaptar o sensor a algum segmento específico.

Entre alguns deles é possível citar o sensor óptico, o de temperatura, de correntes elétricas, de som, de movimentação, magnetismo, e muito mais.

Cada um deles funciona através de uma série de aparelhos que usam a sua tecnologia para fazer a medição, que é a sua especialidade.

Pode-se tomar como exemplo o sensor de pressão. Ele faz a medição de volumes, densidades e vazão, por meio de dispositivos como o barômetro.

Este aparelho, levando em conta tanto os feitos de mercúrio quanto os metálicos, tem como principal objetivo medir a pressão atmosférica do ambiente onde ele está inserido.

Fazer essa medição é importante para estudar os fenômenos atmosféricos que possam estar causando alguma interferência no caso de variações de valores encontrados pelo sensor.

Essas variáveis estão, geralmente, relacionadas aos níveis de radiação, temperatura ou, inclusive, causas naturais e geográficas, como a posição, a altitude e a latitude do local de referência para o aparelho.

Para facilitar a disposição dos sensores, uma boa alternativa é instalar uma placa de arduino. Este dispositivo funciona de maneira simples e os seus módulos armazenam não apenas os sensores, mas, também, outros tipos de componentes. Com o arduino, a automação dos sistemas eletrônicos fica bem mais fácil.

Capacitores

No caso do capacitor, este é um componente elétrico fundamental para fazer a carga e descarga de componentes elétricos. Ele também é conhecido como condensador e tem a capacidade de fazer o armazenamento de energia em seu sistema.

Existem várias modalidades deste dispositivo, sendo um dos mais conhecidos o capacitor eletrolítico. O seu uso é, principalmente, feito em tipos de circuitos formados por uma corrente elétrica contínua.

O manuseio deste tipo de capacitor deve ser feito de maneira cautelosa, pois ele é um equipamento polarizado. Com um polo positivo e outro negativo no mesmo dispositivo, é possível que hajam eventuais explosões caso não seja feito o uso correto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *