Você já conhece tudo sobre inversor?

Na indústria, o termo “inversor” é utilizado em dois apetrechos distintos: o inversor de frequencia e a máquina de solda inversora.

Neste artigo você vai entender mais sobre esses itens, desde o que são até a sua composição e o seu funcionamento.

Afinal, eles são essenciais para a indústria e utilizados nas mais diversas aplicações.

O inversor de frequência

Em uma indústria, as máquinas são feitas para sempre trabalhar na sua potência máxima e seguindo o sentido que foram feitas para seguir.

Isso pode acabar prejudicando o dia a dia na indústria, pois quanto mais controle se tem sobre as máquinas, mais produtividade e sucesso se obtém nas operações.

Por isso, utiliza-se a peça Inversor de frequência preço acessível.

O pequeno dispositivo serve para alterar a velocidade ou o sentido de rotação do eixo de um motor.

Ele possui um botão rotativo, com um máximo e um mínimo para a potência. Isso permite que os equipamentos sejam ligados de forma gradual.

Não ir diretamente do desligado para o rápido diminui o impacto de arranque, aumentando a vida útil da máquina por diminuir seu desgaste.

Além disso, existem equipamentos cuja função pode ser feita tranquilamente com a máquina em potência menor. Isso gera economia de energia para a fábrica.

A maior parte das indústrias não se vale da rede elétrica para funcionar, utilizam geradores de energia. Por isso, deve-se administrar bem o uso energético, para que não seja necessário investir em mais geradores.

Outro uso comum do inversor de frequência é em ventiladores industriais.

Com a presença do inversor, é possível que as hélices girem no sentido contrário ao natural. Da mesma forma, sua velocidade de giro também é controlada.

Conserto de inversor de frequência allen bradley deve ser feito por uma empresa especializada e que trabalhe com peças originais.

Um inversor defeituoso pode acabar gerando problemas sérios para a indústria, podendo queimar um equipamento por sobrecarga.

A inversora de solda

A solda é a união de dois pedaços de metal por meio de fusão. A ligação é muito forte e resistente, sendo usada em situações nas quais se precisa de resistência.

Por exemplo, sistemas de tubulação têm as suas partes soldadas. Esses sistemas, em casos de vazamento, pode gerar muitos danos ao ambiente, prejuízo à empresa e acidentes. A solda é essencial para:

  • Indústria da água;
  • Indústria alimentícia;
  • Indústria química;
  • Indústria automobilística;
  • Indústria de eletrodomésticos;
  • Indústria tecnológica.

A maquina de solda foi criada para facilitar o processo de soldagem e acelerá-lo, alguns dizem que ela se comporta como um pequeno e simples computador.

Ela economiza mais energia que o método tradicional e manual de soldagem, possui alguns mecanismos úteis para a produção industrial, como a capacidade de inverter correntes elétricas.

O melhor tipo de máquina de solda, aliás, é a Inversora de solda. Ela tem funcionamento semelhante ao transformador e ao retificador de solda, mas é mais completa e produtiva que eles.

Dentro de uma inversora, existem transformadores de solda, estrutura eletrônica, estrutura de controle e as peças necessárias para a solda em si.

Elas são mais compactas que os retificadores e mais confortáveis de se trabalhar. A solda eletrica é uma das mais populares do mercado, aquecendo a extremidade de fios ou pedaços de metal utilizando eletrodos.

Esses eletrodos, no caso da transformadora,podem derreter e grudar no material. Esse problema não acontece com a inversora.

É importante lembrar que depois de fazer a solda, o material fica com rebarbas e com outros defeitos de acabamento.

Por isso, muitas pessoas trabalham em mesas de solda, repletas de materiais necessários para os cuidados a se tomar depois de realizado o trabalho.

É necessário raspar toda a rebarba e deixar a parte da solda lisa, para que não seja vista facilmente.

Por fim, fica claro que o papel do inversor, seja o de frequência ou a de solda, é facilitar a vida nas indústrias.

São equipamentos de tecnologia simples, mas com grande capacidade de mudança no dia a dia industrial. Uma dessas mudanças é a economia de energia elétrica e outra é o maior controle das operações.

É necessário que se compre equipamentos de qualidade, buscando um fornecedor confiável, que também trabalhe com a manutenção.

Vale lembrar que a manutenção precisa acontecer com as peças da mesma marca equipamento, então tente evitar marcas muito desconhecidas, com as quais as assistências técnicas não costumam trabalhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *