Vantagens dos moinhos e misturadores na sua indústria

O processo de mistura de ingredientes é muito importante durante a fabricação de diversos produtos, não adianta dispor de ingredientes de qualidade se o processo em si não for de qualidade.

Os misturadores industriais, são equipamentos utilizados em processos industriais de mistura ou homogeneização de produtos.

São disponíveis em vários modelos, é capaz de processar materiais com uma variedade de composições e atender condições específicas de trabalho em uma grande diversidade de aplicações na indústria.

Para determinar o processo ideal de mistura para cada necessidade, é necessário levar em consideração os fatores principais que afetam o produto final, que podem ser:

  • características da matéria-prima;
  • a forma do misturador;
  • etapas do processo;
  • uniformidade da mistura.

Como funciona?

Em relação ao tempo final de mistura, é preciso alguns fatores como o tempo da mistura seca, tempo de adição de líquidos e tempo adicional, que é, normalmente, recomendado ser de 1 minuto no caso da mistura precisar.

É muito importante respeitar o tempo de mistura seca, pois é durante esse tempo que a uniformização dos ingredientes irá acontecer na mistura total e se os líquidos forem adicionados antes do tempo necessário suas características de fluidez diminuem e existe o risco de formar grumos fazendo com que a mistura não fique uniforme, resultando em um produto de baixa qualidade.

O misturador possui ferramentas que permitem processar uma grande quantidade de tipos de produtos, como massas, misturas em pó, líquidos, pó com líquidos, granulados e muitos outros.

Além disso possuem também um controle de mistura que acontece através da interação dos elementos que a compõe e são designados, especialmente, para cada aplicação e a realização de processos em apenas um equipamento, com diversas formas de dosagem, alto rendimento, baixo consumo de energia, além de uma disposição de impelidores de acordo com a solicitação do cliente e a necessidade do projeto.

Os misturadores podem ser verticais ou horizontais, os verticais são mais comuns e baratos, são alimentados na parte inferior e a matéria-prima é jogada através da parte superior.

O produto acabado pode ser retirado pelas laterais por comportas e ser colocados em sacos big bag. Por ter baixa competência durante a homogeneização são necessários de 8 a 12 minutos para se completar seu ciclo.

Sua principal desvantagem é o tempo, já que seu ciclo é mais demorado, o que diminui a capacidade de produção por hora e também a menor relação de homogeneidade do produto final, já que o produto mais pesado tende a se concentrar na parte de baixo do equipamento por ser vertical.

No caso do misturador horizontal, seu tempo de mistura é de cerca de 4 a 5 minutos e é composto por apenas um eixo que possui duas cintas metálicas que se cruzam dentro do misturador fazendo com que a matéria-prima faça um movimento de vai e vem, para fazer a homogeneização e assim que a mistura estiver pronta é preciso colocar em sacos de rafia adequados para o transporte, até aproxima etapa do processo de produção.

Esse tipo de misturador permite grau de enchimento de 50% a 100%.

Moinho de bolas, por exemplo, são empregados na moagem de minérios e outros materiais para um tamanho típico do produto de 35 mesh ou mais fino e são adequados para moagem de finos, remoagem, segundo estágio em circuitos de moagem, entre outros.

Como é realizada a Produção de ração?

Quando se pensa em misturador de ração, a uniformidade do produto é muito importante, principalmente no aspecto que diz respeito aos micro-nutrientes da composição como vitaminas, amino ácidos, minerais e medicamentos que se não forem misturados de maneira correta podem prejudicar a performance dos animais.

No mercado e na fabrica de ração a escolha do tipo de misturador nesse caso, pode depender de fatores como o Grau desejado de homogeneidade da mistura, o volume de ração a ser produzido por densidade média de mistura, quantidade média de líquidos a ser adicionada, facilidade de limpeza do equipamento e custos.

Os misturadores mais eficientes são os que possuem maior automatização e precisão na mistura. Depois dos ingredientes adicionados é recomendado que se estabeleça pelo menos uma vez o tempo de mistura na granja, para ter uma noção real de qual é o período adequado.

Considerando que o misturador é um equipamento que será utilizado por muitos anos, determinar corretamente o tempo da mistura é um aspecto muito importante para assegurar qualidade, além de realizar manutenções preventivas com frequência e higienizar corretamente o equipamento.

Lubrificar os rolamentos do equipamento auxiliam no processo de homogeneização eficaz dos ingredientes.

Misturadores que não passam por manutenção, acabam apresentando maior desgaste e má qualidade do produto final, fazendo com que haja mais gastos com energia e diminua a sua produtividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *