Tudo sobre as conexões solenoide

A indústria é um dos pilares do capitalismo, pois é através dela que a produção em larga escala e, consequentemente, a globalização se tornam possíveis.

Cada vez mais, a evolução tecnológica amplia os horizontes da produção industrial, com mais produtividade e qualidade nos processos.

Neste artigo, você vai entender melhor sobre a  válvula solenoide, atualmente o tipo mais  utilizado na indústria e uma das primeiras tecnologias da área. Pode parecer um item simples, mas faz muita diferença.

Funcionamento e aplicações

Como toda válvula, o papel dessa também é controlar o fluxo de fluidos. A diferença está justamente na presença de um solenoide na válvula, que muda a forma como ela faz isso. Antes de discorrer sobre isso, porém, é necessário entender o que é um solenoide.

Basicamente, ele é um eletroímã feito por um fio nu de cobre, também chamado de “bobina longa”. O fio condutor de cobre é posicionado de tal maneira que, quando uma corrente elétrica é aplicada, ele é capaz de criar dois campos magnéticos.

O primeiro campo é em seu interior e as linhas são paralelas ao seu eixo. No geral, é o mesmo campo magnético formado por um imã em formato de barra.

A solenoide possui um núcleo central de ferromagnético e a válvula a utiliza para que possa ser controlada eletronicamente. Algumas possuem um êmbolo para acionamento e outras contam com um diafragma (uma membrana de borracha).

Algumas das aplicações da válvula solenoide são:

  • Sistemas pneumáticos;
  • Sistemas de aquecimento industriais;
  • Sistemas de aspersão;
  • Instalações hidráulicas;
  • Máquinas de café;
  • Máquinas de lavar roupa;
  • Equipamentos odontológicos.

Dada essa pluralidade de aplicações, é de se presumir que a válvula solenoide danfoss apresente mais de uma função. De fato, ela pode ser usada para abrir e fechar, para dosar, para distribuir, para orientar ou para misturar fluidos. Esses fluidos podem ser gases ou líquidos.

A função de circuito define qual será a utilidade da válvula, elas podem ter de 2 a 5 vias e podem ser normalmente fechadas ou normalmente abertas.

Esse dispositivo apresenta poucos problemas e precisa de pouca manutenção. Normalmente, o único problema apresentado é a queima da Bobina solenoide danfoss.

A queima acontece quando o percurso eletromagnético é incompleto, resultando na bobina puxando mais energia do que deveria. Para evitar esse cenário, porém, basta que ela esteja protegida com fusíveis.

Também se deve prestar atenção no ambiente no qual ela é colocada, pois a vibração pode trazer certos prejuízos.

 O que é chave de nível?

Uma chave de nível, também chamada de sensor de nível, é um dispositivo que serve para medir e controlar o nível de algum fluido. A Chave de nível tipo bóia, assim como a válvula solenoide, possui um sistema com campo magnético para funcionar corretamente. Trata-se de um tipo simples de chave de nível, com custo baixo, o que a torna popular.

Essa chave é uma forma de facilitar o trabalho industrial, automatizando alguns sistemas de fluidos. Com ela, não é preciso vigiar uma bomba para que ela seja ligada e desligada nos momentos adequados.

boia serve para que a chave suba e desça junto com o fluido, flutuando. Assim, ela pode enviar informações baseada na altura que atinge. Não é comum que uma lâmpada de LED seja acesa graças aos envios de sinais elétricos dessas válvulas.

Assim, evita-se transbordamentos e outros cenários considerados prejudiciais . Assim como as válvulas, elas podem ser normalmente fechadas ou normalmente abertas.

Para entender melhor a função desses itens, observe alguns exemplos práticos. Imagine que há um tanque em uma fábrica, com a função de reservar algum fluido antes que ele seja enviado para o próximo processo.

Há uma bomba constantemente enviando fluido para esse tanque. Mas como, nesse processo automático, a bomba vai identificar que o tanque está cheio e que não há necessidade de enviar mais líquido?

Por meio da chave de nível, que desliga a bomba automaticamente. Com a lógica oposta, essas chaves impedem que o sistema de um poço funcione quando não há água suficiente para ser coletada.

Por fim, a conclusão é que os conceitos de magnetismo revolucionaram o mundo industrial. Com simplicidade e custo baixo, consegue-se controlar e medir fluxos, aumentando a produtividade da fábrica e evitando desperdícios.

Basta ficar atento quanto ao fornecedor e sempre se preparar contra imprevistos, como queima de bobina, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *