Torque e potência: Compreenda as diferenças

Existe uma diferença crucial entre torque e potência, da qual é desconhecida pela maioria do público. Fisicamente falando, a potência é uma grandeza que determina a quantidade de energia.

Esta que determinada fonte irá receber dentro de uma unidade de tempo. O fator de potência é responsável por medir o valor total de energia e o quanto é utilizado em trabalho.

Podemos dar um exemplo disto através de um navio de carga, que faz uso de uma potência maior graças ao peso que seus motores precisam movimentar.

Já o torque é o esforço de torção produzido pelo motor e é utilizado um artifício para realizar a mensuração.

Se formos explicar sem o uso de nomeações físicas, o torque é o trabalho que o motor exerce para subir um aclive.

Além disso, é importante conhecer a função que estes procedimentos exercem em determinados maquinários e peças, a fim de prevenir possíveis problemas e otimizar o funcionamento dos equipamentos.

Entenda mais sobre os processos através dos equipamentos

É possível simplificar o assunto, ao concluir que a potência é o torque multiplicado pela rotação. Um disjuntor é um sistema de segurança de um circuito elétrico com o mesmo papel de fusíveis.

Agindo contra sobrecargas elétricas e curto-circuito, ele corta a passagem de corrente elétrica caso sua carga ultrapasse o limite – que costuma vir especificado no mesmo.

O disjuntor motor é um dispositivo que garante uma economia enorme, em relação à fusíveis de proteção para o motor.

Além do mecanismo de manobra, que proporciona uma reativação simples e rápida do produto. Para reativá-lo, basta pressionar o dispositivo de manobra – popularmente chamado de “chave” – novamente.

E seu uso pode ser prolongado até o aparecimento de queimados nos fusíveis. O disjuntor motor preço de melhor custo-benefício, pode ser encontrado em base com suas necessidades, marca desejada e modelo.

Sua capacidade de interrupção é elevada, graças aos seus dois princípios de proteção, que permitem uma maior empregabilidade em circuitos de correntes:

  • O sistema magnético é uma propriedade do disjuntor motor destinado exclusivamente a proteger e contra curto circuitos e correntes elevadas;
  • O disparador térmico exerce propriedade, que pode ser ajustada de acordo com o tipo de circuito e sua corrente aplicada. Protegendo contra sobrecarga, é dotado com um mecanismo que possui o diferencial de sensibilidade de falta de fase.

A importância da potência e o torque nos equipamentos

Levando em conta o armazenamento da corrente elétrica, um capacitor é utilizado para cumprir esta função.

Condutores isolados não possuem capacidade necessária, para realizar o armazenamento de cargas elétricas.

Uma vez que uma pequena carga adquire potenciais elevados e o campo elétrico também é alto, o condutor acaba se descarregando rapidamente.

Nomeia-se de capacitores ou condensadores, o conjunto de condutores dielétricos que, após serem arranjados de determinada forma, consigam armazenar uma quantidade máxima de cargas elétricas.

Os bancos de capacitores costumam ser utilizadas por concessionárias de energia elétrica e empresas industriais de média e alta tensão, com o intuito de manter o fator de potência o mais próximo possível da unidade.

A faixa de banco de capacitores preço, não costuma obter grandes alterações entre um modelo e outro, possuindo apenas um diferencial de preço de acordo com sua faixa de potência.

Ao realizar a compra deste equipamento, é importante estar a par das determinações da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica.

E da ABNT – Associação de Normas Técnicas –, pois o não cumprimento acarretará em multas pesadíssimas na fatura de energia elétrica.

Em caso de quebra de equipamento, fusíveis ou válvulas queimadas e falhas no sistema elétrico, é possível realizar um conserto de máquina.

E, se necessário, a troca de equipamentos – como fusíveis – também poderá ser realizada. Ao realizar a troca da amperagem original por conta própria, corre-se o risco de selecionar um fusível de potência errada.

O que acarretaria em um mal funcionamento do mesmo e perdendo grande parte de sua função de proteção.

A manutenção preventiva e os consertos das máquinas, podem contribuir com o tempo de vida-útil dos equipamentos. Além do breve conhecimento sobre o funcionamento deles.

Manter a qualidade dos equipamentos, é uma forma simples de prevenir possíveis gastos e problemas com a produção e outros procedimentos industriais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *