Tipos de medidores que você precisa conhecer

Muitos tipos de equipamentos são fundamentais em variados processos, seja para determinar impurezas presentes na água, seu nível de pH ou até mesmo para apontar a profundidade de camadas de tinta aplicadas em um veículo.

Os medidores, portanto, são fundamentais, pois possuem uma série de finalidades, desempenhos e modelos que ajudam a obter informações importantes sobre substâncias e estruturas utilizadas nos setores industriais.

Por isso, trazemos informações sobre alguns dos principais usos desses utensílios e como eles podem ajudar em diversas demandas. Conheça a seguir:

  • Como medir o pH da água?
  • Como medir sua condutividade elétrica?
  • Como saber profundidade da tinta aplicada?
  • Cuidados importantes com medidores.

Medindo o pH

Também conhecido como pHmetro, Medidor de ph da agua é um dispositivo muito eficaz na hora de conhecer os níveis de neutralidade, acidez e alcalinidade de uma solução.

A partir da medição do potencial hidrogênico, ele consegue apontar índices e dados sobre a água com qualidade e garantia.

Esse utensílio funciona graças a um eletrodo, que é um tipo de sensor conectado a um potenciômetro, dispositivo responsável pela conversão do valor do seu potencial em unidade de pH.

Ao utilizar medidor digital, é possível obter as informações desejadas a partir do momento em que os minivolts produzidos pelo eletrodo submerso são convertidos para a escala de pH.

Acidez e alcalinidade

Para saber se a água está mais ácida ou mais alcalina, basta observar o número indicado no display de medidor de ph da agua digital. Os resultados podem variar entre zero e 14.

Quanto mais próximo de zero, mais ácida a água está, pois isso evidenciará que há uma maior concentração de hidrogênio (H+).

Por outro lado, quando há menor concentração desses íons, o medidor indica uma quantia mais próxima de 14. Isso significa que a água está mais alcalina.

Já quando o resultado obtido é 7, ou seja, está em equilíbrio na escala de pH, a água é considerada neutra.

Para medir condutividade elétrica

Além do pH, outras informações precisam ser obtidas sobre a água em vários processos. Para isso, medidor de condutividade elétrica é uma opção rentável e eficaz.

Como sabemos, a enorme variedade de íons dissolvidos na água possuem cargas elétricas e, portanto, conduzem eletricidade.

Dessa forma, a água em si também, e o dispositivo de medição podem apontar o nível dessa condutividade.

De acordo com o tratamento pelo qual ela passa antes de ser distribuída pelas empresas de abastecimento, por exemplo, a água pode conter íons Cl- e H+.

Medidor de condutividade fornece justamente as informações necessárias sobre a presença desses íons e o impacto que ele gera na qualidade da água, por exemplo.

Já a água totalmente pura não pode sequer conduzir eletricidade, pois não consiste de nenhum íon, mas é muito difícil encontrar essa situação.

Sendo assim, torna-se praticamente impossível encontrar água com zero condutividade, pois para isso ela precisa estar absolutamente livre de íons. Quanto mais íons, por sua vez, maior a condutividade encontrada.

Medidor de tinta

Outro aparelho muito utilizado na medição, medidor de camada de tinta possibilita, como o próprio nome diz, que a profundidade de uma aplicação de tinta seja indicada.

Comumente encontrado na indústria automotiva, esse dispositivo é uma opção muito eficaz na hora de fazer controle de qualidade dos processos de pintura em automóveis.

Esse utensílio está disponível no mercado em diferentes modelos e desempenhos.

A versão mecânica utiliza um imã para fazer o controle e a medição: dependendo da força necessária para remover o imã, o sistema fornecerá informações precisas sobre a espessura da tinta aplicada.

Já Medidor de camada elétrico aponta o resultado da medição por meio de correntes elétricas.

O medidor de ultrassom, por sua vez, muito utilizado em materiais de plástico e fibras de vidro, se baseia nas ondas de ultrassom para obter o resultado investigado.

Importância da calibração

É fundamental que todos os medidores mencionados possuam um certificado de calibração, mostrando que eles estão devidamente calibrados e aptos para as funções que precisam desempenhar com garantia de qualidade.

Além disso, mesmo com esse certificado, é importante calibrar os dispositivos periodicamente, de acordo com as indicações do fabricante, pois eles perdem sua precisão com o tempo.

Para evitar danos aos dispositivos e o aceleramento do desgaste, é fundamental armazená-los em um local seco e protegido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *