Soft Starter x Transformador: São equipamentos iguais?

Com a variedade quase infinita de aparelhos e ferramentas eletrônicas para nos auxiliar em diversos momentos, muitas vezes podemos nos descobrir mais confusos do que realmente auxiliados.

Por isso, é muito importante saber com clareza como cada um deles funciona.

Uma das dúvidas mais comuns da maioria das pessoas é: Soft Starter e o Transformador são a mesma coisa? Eles funcionam a partir do mesmo processo? Esse artigo vai esclarecer para você a função de cada acessório e como eles se distinguem.

O que faz Soft Starter?

A função principal de Soft Starter é controlar a tensão de partida do motor e desenergizá-lo.

A partir de um circuito eletrônico que aciona suas pontes de tiristores, deslocando o ângulo de disparo, o dispositivo é capaz de tornar os processos de energização e desenergização do motor mais suaves.

Modos de ligação mais tradicionais, como estrela-triângulo e chave compensadora, podem tranquilamente ser substituídos por este dispositivo, já que ele atua de acordo com a redução da tensão de partida.

A partir de Soft Starter diagrama, a rede elétrica poderá ser conectada diretamente ao motor.

As linhas deste produto realizam processos em 60Hz e auxiliam no acionamento de motores de indução trifásicos. Sendo assim, com esse dispositivo você pode:

  • Limitar a corrente da partida, evitando picos de corrente;
  • Possibilitar partida e paradas mais suaves;
  • Proteger o sistema;
  • Controlar os motores da função Bypass.

Vantagens e alta performance com Soft Starte weg

Dentre as principais vantagens de se utilizar esse acessório, destacam-se um menor gasto de energia.

Proteção dos componentes envolvidos em todos os processos e, ainda, proteção contra choques elétricos.

Para alcançar a melhor performance em cada atuação do aparelho, você pode optar por Soft Starter weg, que garante a partida, a parada e a proteção do motor elétrico com eficiência e praticidade.

E o inversor de frequência?

Enquanto o dispositivo do tópico anterior atua a partir da redução da tensão de partida e, então, do deslocamento do ângulo de disparo da ponte tiristorizada (tudo em 60 Hz).

O Inversor de Frequência possui uma rede retificada, filtrada e conjunta a uma ponte de IGBTs (processo que, por sua vez, acontece em 16 kHz).

Enquanto o primeiro controla o motor apenas no momento da partida, o segundo tem a capacidade de variar a velocidade para que o torque se mantenha constante.

Basicamente, então, a diferença entre Soft Starter e inversor de frequência está na capacidade e na funcionalidade de cada aparelho.

Vale lembrar que o primeiro pode ser substituído pelo segundo, mas jamais o contrário.

Controlando o valor de tensão: transformadores

Um dos aparelhos elétricos mais utilizados atualmente, o transformador é responsável pelo ajuste de tensões e correntes.

Com capacidade de transferir energia elétrica de um circuito para outro, ele pode alterar a tensão de uma corrente elétrica sinusoidal.

Esta máquina de funcionamento reversível é composta por um núcleo e duas bobinas (primária e secundária). O núcleo é constituído de material imantável e as bobinas possuem diferentes quantidades de espiras, todas isoladas eletricamente umas das outras.

Uma corrente elétrica cria um campo magnético variável ao longo da bobina secundária a partir do momento em que cria um fluxo magnético variável sobre o núcleo, o que acontece depois que ela passa pelo enrolamento primário do dispositivo.

Funcionalidade e características

Os transformadores são recomendados quando deve haver isolamento elétrico entre um equipamento ou sistema e sua rede de alimentação.

Eles podem ser utilizados em instalações abrigadas e também sob condições de resfriamento natural, com isolação a seco por meio de verniz impregnado a vácuo.

Confira algumas de características gerais de Transformador isolador trifásico:

  • Tensão de isolação 0,6kV;
  • Frequência 50Hz ou 60Hz;
  • Classe de temperatura F (155ºC);
  • Altitude normal até 1000m acima do nível do mar;
  • Tensão aplicada à frequência industrial: 2,5kV;
  • Temperatura ambiente até 40ºC.

Transformadores para saída de áudio

Uma das maiores necessidades de quem busca amplificar áudio com o máximo de qualidade possível é possibilitar a alta performance em espaços pequenos e leves.

Por isso, é preciso utilizar Transformador isolador de áudio com peso mais baixo e dimensões menores.

Este acessório pode ser usado não apenas como fonte de alimentação, mas também em amplificadores valvulados ou na sonorização de grandes ambientes.

Ele atua na saída de áudio, aumentando ou diminuindo a tensão do amplificador, e pode funcionar, ainda, como transformador de isolamento e conversão.

Afinal, existem algumas importantes distinções entre Soft Starter e o Transformador, pois cada dispositivo foi projetado para uma performance.

Além disso, os acessórios sobre os quais falamos aqui têm funcionalidades particulares e lidam com seus próprios processos eletrônicos, então fique atento a como cada um deles pode ajudar você de acordo com sua necessidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *