industrial

Setor industrial: processos e equipamentos

O setor industrial é abrangente, ocupando grande responsabilidade na economia de um país, envolvendo mão de obra capacitada, tecnologia de ponta e sustentabilidade quanto ao aproveitamento de matéria-prima e recursos naturais.

As empresas que atendem as indústrias para o desenvolvimento de projetos de montagem industrial e manutenção de equipamentos devem ser eficientes. A aplicação de sistemas hidráulicos, pneumáticos e de eletricidade para o abastecimento deve ser padronizada, seguindo as normas regulamentares de órgãos fiscalizadores.

A automação industrial atende diversos segmentos industriais, sendo aplicada em diferentes escalas produtivas, com a operação e acompanhamento de profissionais dedicados em tarefas específicas.

O planejamento organizacional permite a divisão de setores por áreas ajustadas com a gestão das tarefas, aplicados em setores dedicados a:

  • Administração geral;
  • Linha de produção;
  • Oficina de usinagem;
  • Logística de distribuição.

A implementação de máquinas e equipamentos, e a evolução pelas quais elas passam ao longo do tempo, faz com que os profissionais que atuam na área de montagem industrial estejam sempre atualizados quanto às necessidades de cada empresa e as finalidades propostas.

Distribuição de energia eficiente atende setor industrial

Dentro da adaptação empregada em cada linha de produção, em cada planta fabril, o abastecimento de energia elétrica requer potências diferenciadas. Há ferramentas que podem ser ligadas em tomadas comuns, enquanto maquinários dependem de uma carga elevada e dedicada.

Sendo assim, a partir da entrega de energia por parte das concessionárias públicas ou privadas, as plantas fabris contam com cabines primarias para distribuição elétrica de média e alta tensão. Assim, os equipamentos que são abastecidos por essa energia recebem a carga de acordo com a capacidade, sem qualquer tipo de interferência.

Vale destacar que, esse tipo de equipamento, além de proporcionar qualidade na distribuição de energia elétrica, também atua como um equipamento que permite o uso correto da eletricidade, refletindo na economia no custo final.

Equipamentos automatizados podem ser programados

A energia elétrica é tão importante para o ambiente industrial que todos os equipamentos que são automatizados dependem desse tipo de abastecimento, mesmo que esteja atrelado aos sistemas pneumáticos ou hidráulicos em determinados aspectos.

O setor de pintura de uma indústria automobilística, ou de produtos eletrodomésticos, por exemplo, possuem aparelhos que são automatizados para garantir que a tinta aplicada sobre as chapas metálicas estejam livres de partículas ou poluentes.

Por isso, dentro da montagem industrial, é anexado em série o agitador industrial, que permite a homogeneização dentro das misturas que os líquidos precisam receber. O dimensionamento de construção ocorre de acordo com a linha de produção e a demanda ao mercado consumidor.

Esse tipo de processo pode ser automatizado, sendo aplicado em determinadas etapas de fabricação dos bens de consumo. Para isso, são projetados esquemas próprios que sejam acionados apenas quando necessário.

Para permitir ou bloquear os circuitos elétricos que estão interligados aos equipamentos elétricos, é empregado um relê temporizador 12v com potência apenas para um interruptor de acionamento momentâneo.

Dessa forma, os maquinários só funcionam quando realmente necessário, podendo ser uma forma de economizar na energia elétrica e, também, ter uma tinta adequada para a aplicação sobre as peças metálicas sem qualquer resquício ou sujeira.

Máquinas próprias para tarefas pesadas

A automação industrial pode ser aplicada em pequenas ações repetitivas, programadas para serem acionadas de tempo em tempo, ou então, em uma escala maior, como o corte e dobra de chapas de aço para aplicação em veículos da indústria automobilística, ou eletrodomésticos, do setor dedicado a aparelhos destinados aos comércios e residências.

Essas máquinas industriais destinadas aos serviços pesados devem ser acompanhadas atentamente por operadores, mesmo que sejam automatizados. Esse cuidado dentro da linha de produção, mesmo com garantias de qualidade e eficiência, são necessários para que o serviço seja realizado com sucesso.

Dentro do processo produtivo, o uso de um marcador industrial amarelo é feito para que os limites de corte sejam respeitados, quando empregados nas máquinas de uma oficina de usinagem.

São serviços de escala menor, que podem ser destinados para as máquinas cnc (Controle Numérico Computadorizado), criando um processo de automação industrial específica para uma tarefa com uma demanda que pode ser atendida de maneira imediata.

Por fim, é importante destacar que o processo de cortar chapa de aço pode ser dedicado à fabricação de um ônibus, um carro ou uma moto, assim como para situações específicas na montagem de uma geladeira, um fogão ou um micro-ondas.

Os equipamentos utilizados e os processos de construção da linha de produção fazem parte de diversos setores, que estão interligados e são essenciais, cada qual com sua eficiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *