O SURGIMENTO DO AÇO BALÍSTICO

Desde o século XX, as placas de aço foram utilizadas no intuito de proteger todos os veículos ao decorrer da Primeira Guerra Mundial, essas blindagens eram por apenas em chapas de aço, geralmente fundido ou laminada, que ofereciam a dupla função estrutural e de blindagem.

Ao decorrer da Primeira Guerra Mundial a espessura estava em torno de 280 mm, o que dava as esses carros eram pesos superiores acima de 60 toneladas com densidade superficial de aproximadamente 3 toneladas por metro quadrado.

Com os avançados estudos do crescimento das ondas de choque ocasionadas por grandes impactos fez surgir um propriedade que se fazia desconhecida do setor de produtos de emprego e blindagem: a impedância de choque.

Boa parte dos prejuízos ocasionados pelo forte impacto da munição se dá as fortes ondas de choque, pois a disseminação se dá com o impacto do projétil ao chocar-se com uma superfície totalmente livre ou um outro produto de impedância de choque de valor muito menor, por onde a onda de compressão ocasionada pelo impacto pode refletir a fratura de produtos mais frágeis como as cerâmicas.

Dessa forma, foi analisado, que materiais de baixa densidade consegue atenuar ou dissipar essas ondas.

O QUE É AÇO BALÍSTICO?

Quando falamos de aço balístico, falamos de um material que é muito mais resistente que o aço comum, é um produto que foi desenvolvido primordialmente para uso de diversas operações militares, especialmente para a produção de veículos blindados, oferecendo uma blindagem muito mais forte.

Resistir ao impacto de um projétil calibre 7,62 vinda de um Fuzil AK 47 não é algo complexo de se conseguir, graças a uma placa de aço balístico grande parte dos soldados em todo mundo utilizam na composição de seus coletes balísticos.

QUAL A DIFERENÇA DO AÇO BALÍSTICO E DA ARAMIDA?

O peso desse dois tipos de materiais pode ser considerado um dos principais pontos de diferença, sendo que a manta de aramida é muito mais leve que o aço balístico, podendo ser até sete vezes mais leve.

O que influência absurdamente na preferência pela manta, deixando o carro mais leve, diminuindo a dificuldade de direção, em outro ponto o aço possui um valor mais baixo, mas dia após dia o preço vem caindo consideravelmente e é presumido que o valor possa cair muito mais.

Fora isso, a manta de aramida é muito mais versátil, sendo muito útil em locais necessários de um tipo de veículo, mas de qualquer forma não diminui sua resistência que é mais alta como também a sua absorção de impacto.

O aço balístico tem as vantagens, da mesma forma que a manta de aramida mas fica explícito que a manta de aramida tem todo o domínio de mercado atualmente, devido a sua modernidade, praticidade e segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *