Meios de locomoção de cargas pesadas

O transporte de cargas pesadas é um problema em diferentes áreas, que pede por soluções inteligentes.

Os equipamentos responsáveis por fazer a movimentação, que muitas vezes pode ser vertical, precisam ser resistentes e propiciar um bom manuseio e manobras.

Neste artigo, você vai conhecer melhor o mundo do transporte de cargas pesadas.

O uso de cabos de aço

O aço é formado por ferro e carbono, sendo mais duro e mais resistente que o ferro. Existe mais de um tipo de aço que pode ser utilizado nas indústrias e outras aplicações, como o aço carbono e o aço inoxidável.

O aço inoxidável contém não apenas ferro e carbono na sua estrutura, mas também o cromo ou o níquel. Chamado popularmente de inox, é um aço que não enferruja e é muito mais durável.

Falando sobre a movimentação de cargas, é muito comum que se faça uso do cabo de aço. Como o material é mais resistente é perfeito para as cargas pesadas.

Nesse tipo de transporte, o mais comum e mais recomendado é que se utilize o laço de cabo de aço, que oferece mais firmeza e segurança ao manuseio e movimentação da carga.

Para essa aplicação em específico, a alma do cabo pode ser feita de fibra de vidro ou mesmo de aço e as pernas são arame retorcido para conseguir mais resistência.

Como a movimentação pode envolver o içamento ou a amarração para transportes em estradas e, então, apresentar riscos, faz-se Ensaios em cabos de aço.

Esses ensaios buscam colocar o cabo em uma situação extrema, de modo a testar os seus limites e assegurar sua segurança.

Então, é possível puxar as extremidades do cabo, fazê-lo sustentar um peso superior ao comum e outros testes. O objetivo é se certificar de que os cabos se encaixam nas normas brasileiras, como a NBR-2408, a NBR-3108 e a portaria nº181/2013 do Inmetro.

Além dos testes, é importante ressaltar que o uso correto dos equipamentos e o comportamento do profissional operador são de extrema importância para a segurança e bom desempenho.

É necessário ter lubrificação adequada, por exemplo, pois quando se utiliza o material a seco, problemas como deformidades e baixo desempenho acontecem.

Elevação e içamento

Quando um elevador é voltado para o transporte apenas de cargas, não de pessoas, ele é chamado de monta carga. Esse tipo de elevador promove maior produtividade na fábrica, garantindo melhor circulação do material em seu interior.

O uso desse elevador é muito comum em hospitais e restaurantes, quando a movimentação de materiais é constante e exige rapidez diária.

O consumo de energia desse equipamento é baixo e seu funcionamento não implica em produção excessiva de ruído.

Geralmente, um sistema hidráulico ou eletromecânico é responsável por fazer o monta carga industrial funcionar. Já para abrir e fechar as portas, usam-se sistemas:

  • Manuais;
  • Automáticos pneumáticos;
  • Automáticos hidráulicos;
  • Automáticos elétricos;
  • Pantográficos;
  • Guilhotina.

Ainda pensando na movimentação de cargas pesadas em ambientes fechados, um equipamento que facilita a vida é a ponte rolante.

Uma ponte rolante  é um equipamento de içamento e transporte de cargas que lembra um guindaste. Ele recebe esse nome por conta de sua viga principal, chamada de ponte, que realiza movimentos translativos.

Seu uso comum é dentro das indústrias, e seu uso externo não é comum por diversos motivos, um deles sendo o motor elétrico não resistir a chuvas e o outro sendo a necessidade de apoiar a viga de rolamento na estrutura do prédio.

Um Fabricante de ponte rolante tem como alvo os projetos de alta complexidade, que seriam inviáveis sem essa tecnologia.

A ideia é que todo o espaço da indústria seja utilizado, impulsionando o transporte de cargas muito pesadas com eficiência e sem grandes esforços.

Talvez o principal ponto positivo sobre esse equipamento específico seja o conforto que ele leva aos funcionários. Não é preciso investir em muitos equipamentos de proteção individual ou se preocupar com os danos graduais à saúde da equipe.

Isso porque a máquina é silenciosa e não produz vibração durante seu funcionamento. O índice de acidentes as envolvendo é baixo.

No final, conclui-se que o transporte de cargas com peso superior exige investimento em equipamentos, que podem ser alugados ou comprados.

A dica é trabalhar com empresas conhecidas na área, conferir o bom estado dos equipamentos antes de fechar contrato e saber qual foi a última inspeção realizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *