Maneiras de locomoção de mercadorias

Os paletes são comumente utilizados como forma de apoio no transporte e armazenagem de cargas, principalmente nos setores de logística, dentro de galpões e armazéns ou mesmo em distribuidoras que os usam afim de uma melhor organização interna dos produtos.

Geralmente os pallets são encontrados em base de madeira ou de plástico, porém, com o crescimento atual da demanda, um outro material passou a compor a possibilidade de matéria-prima: o pallet de aço.

Com este novo modelo, o apoio para a logística de empresas tornou-se ainda mais abrangente, resultado este de maior resistência e benefícios oferecidos por meio desta peça.

Diferentes aplicações do pallet de aço

Por meio do desenvolvimento do pallet de aço, o produto foi direcionado à outros setores, como indústrias farmacêuticas, químicas, comércio de móveis, segmentos alimentícios ou frigoríficos.

Isso devido as propriedades que o modelo possui e se distingue ao ser comparado com as matérias-primas mais comuns para essa finalidade. Dessa forma, torna-se possível adquirir um produto com:

  • Resistência em locais com umidade e temperatura baixa;
  • Boa soldagem, não apresentando riscos de quebras ou desmontagem;
  • Imunidade a mofos e fungos;
  • Facilidade na limpeza;
  • Baixa possibilidade de contaminação química;
  • Possível reciclagem após uso.

Além dos benefícios citados, o pallet de aço ainda pode ser utilizado diversas vezes, sendo capaz de oferecer um ótimo custo-benefício ao cliente.

Seu uso é prático devido a leveza que o material apresenta e ocupa pouco espaço físico, além de acomodar equipamentos e cargas de modo vertical, otimizando a organização do ambiente.

A qualidade do produto é um ponto diferenciado, já que sua elaboração segue as normas da ABNT, definindo desde a matéria-prima indicada até as formas de moldagem, de modo a garantir um resultado adequado à cada particularidade de demanda.

Cintas de poliester

Uma cinta de elevação de carga, conhecida também como cinta para carga, é um equipamento de elevação geralmente produzido em poliéster, desenvolvidos afim de substituir os cabos de aço nessa tarefa. Devido o seu material ser têxtil e maleável, torna-se possível trabalhar na elevação de cargas sem que haja receio de danificá-las.

Atualmente as cintas de poliéster preenchem um espaço ocupado antigamente pelo cabo de aço. As cintas tendem a substituir os cabos de aço em algumas funções, como no caso de quando há necessidade de que algum produto seja içado ou alguma carga exige maior cuidado ao ser manuseada.

As cintas ainda são capazes de deslocar mais de 100 toneladas de peso. Dessa forma, apenas em casos específicos os cabos acabam sendo mais benéficos do que esse modelo de cintas, como no caso de movimentação em ambientes mais agressivos, como em mineradoras, já que o aço é um material resistente à altas temperaturas.

As cintas de elevação de carga são comumente utilizadas por empresas de transporte e movimentação de cargas, além de serem úteis em obras para movimentar o material necessário de um canteiro à outro.

Sendo amplamente requisitada em diversas atividades no setor industrial, a ponte rolante dispõe da função de transportar produtos de grande porte, tornando assim possível apenas a meação humana durante a execução da tarefa.

Formadas por cabeceiras, talhas e vigas, o item de elevação e transição de volumes tende a facilitar o cotidiano no trabalho.

Sendo assim, para que o equipamento esteja sempre nas mais adequadas condições de seu desempenho, a manutenção de ponte rolante é um processo fundamental na qualidade e segurança de cada operação realizada.

manutenção de ponte rolante pode, ainda, ser definida como um método de agrupamento de medidas com caráter administrativo ou técnico, que tem como principal objetivo manter a excelência do exercício empreendido por meio do aparelho.

Através de uma série de ações que visam recuperar a alta desenvoltura do produto, a correção é a opção mais indicada ao se tratar de custo-benefício, garantindo qualidade e economia.

Vantagens oferecidas pelo serviço

Vista a variedade das presentes necessidades no setor ao qual atua, a manutenção das pontes rolantes pode ser realizada em diversas maneiras, de acordo com a especificidade do ambiente.

Por exemplo, o plano preventivo disponibiliza um projeto de reparos no qual os equipamentos serão examinados de tempos em tempos, afim de que seja mantido seu alto índice de disponibilidade, enquanto a manutenção executada de modo corretivo em qualquer modelo ou marca, dispõe-se a atender as ferramentas que estejam com algum tipo de defeito.

É importante ressaltar que nesta seleção, o ofício pretende devolver a qualidade de funcionamento da peça, tratando e verificando a possibilidade de possíveis danos futuros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *