Guia rápido sobre os modelos de geradores industriais

Para esclarecimentos iniciais, faz-se necessário definir o conceito de transformadores. Eles são essencialmente equipamentos, utilizados para transformar valores de tensão e corrente, sendo também utilizados para modificar impedâncias dos circuitos elétricos.

De acordo com suas fases, eles podem ser divididos em três grupos:

  • Os monofásicos, cuja operação é feita em, no máximo, duas fases, isto é, 127 volts e 220 volts;
  • Os trifásicos, também conhecidos como os de potência e funcionam, como o nome sugere, em três fases: 220 volts, 380 volts e 440 volts. Esses últimos são aplicados para transformar tensão e corrente, sob a consequência de que se eleva a tensão e diminui-se a corrente, diminuindo a perda pelo chamado Efeito Joule, como, por exemplo, o transformador flyback moderno, que é usado para gerar alta voltagem e corrente;
  • E enfim, há também os polifásicos, de extrema eficiência e fornecem a tensão para os sistemas que necessitam de mais de 3 fases.

Conheça os modelos de geradores

Dentre eles, podem-se dividir tipos a partir de sua funcionalidade. Os mais conhecidos e utilizados, estão listados a seguir:

Transformadores redutores de tensão

Contratados por empresas de geração de energia elétrica, com fins das perdas pelo efeito Joule. Lei física que relaciona o calor com a corrente elétrica, percorrida no condutor em certo tempo.

Neste caso, significa perdas por sobreaquecimento nos rolamentos. Exemplo: Transformadores com PCB, como um refrigerante na rua.

Transformador de energia

São responsáveis por assegurar o uso da energia elétrica, tanto nas moradias quanto nas indústrias. Ele funciona a partir dos princípios de indução de corrente e é capaz de modificar a tensão.

A trajetória desse funcionamento começa com a energia produzidas pelas usinas que chega ao transformador com uma grande tensão, continuando assim, ao longo dos fios da rede.

A parte mais importante está no momento em que o transformador para a distribuição, reduz a tensão e a distribui para todos os imóveis, tal como lojas, indústrias, etc.

A sua importância é tamanha quando falamos nos valores: as tensões que chegam das usinas são de, aproximadamente, 10.000 volts.

Um valor colossal para entrada nas residências, por exemplo, as quais utilizam as tensões de 110 e 220 volts.

O preço do transformador de energia, normalmente, varia de acordo com sua capacidade, sendo encontrado para venda até mesmo pela internet.

Transformadores de isolamento

Eles proporcionam isolamento galvânico, de modo a conseguir um “flutuante” de tensão. É usado, principalmente, como medida de proteção em trabalhos.

Estes que desenvolvem atividades diretas com tensão de rede. Também são usados em sinais de sensores remotos, onde necessita-se de tensões flutuantes.

Autotransformadores

Eles são utilizados somente para diminuir impedâncias de circuitos ou para casá-las. Com ele, é possível utilizar diversos níveis de tensão na saída.

Transformador de ignição

O transformador de ignição é utilizado para gerar a centelha de alta voltagem, provocando uma chama a partir do queimador. É utilizado em automóveis, também sendo parte de equipamentos industriais.

Transformador linear diferencial variável

É um tipo de transformador elétrico que é utilizado para a medição de deslocamentos lineares. Muito utilizado para aplicações industriais e científicas.

Transformador de corrente

Tem a finalidade de detectar ou medir uma corrente que circula e transformá-la reduzindo-a a um menor valor. Ele é muito utilizado para abaixar a corrente da rede que alimenta aparelhos eletrônicos que necessitam de correntes de pequenos valores.

Transformador de impedância

Utilizado para o ajuste de linhas de transmissão, como placas de rede, telefones, etc. Sua função é equilibrar a carga recebida.

Transformador de potência

Transforma os valores de tensão que estão entrando em uma bobina primária. Sendo utilizado, principalmente, em medição de tensão elétrica.

Entenda a importância do uso de geradores

Para que se possa entender melhor sua aplicabilidade em nosso cotidiano, podemos citar alguns exemplos práticos de transformadores.

Aqueles transformadores que vemos nas ruas, se tratam de transformadores de potência trifásica, os quais recebem, justamente, tensão de altíssimo valor e transformam em 127 e 220 volts.

O transformador utilizado em casa é monofásico e trata-se de transformador 220 para 110 volts e vice-versa. Assim como exposto, eles estão muito presentes em nosso dia a dia.

Sendo importante, além do conhecimento de sua conceituação, mas também de sua prática e manutenção. Para fazer o reparo de transformadores, é necessário informações a respeito de rotinas periódicas.

Deve-se, portanto, estar ligado às suas situações de funcionamento as quais as mais rotineiras serão tratadas a seguir. Diante de ruídos internos anormais, normalmente soluciona-se o problema com a substituição da bobina.

Refazendo o isolamento, alternando uma distância ou tratando do óleo. A atenção ao vazamento de óleo também é de suma importância.

Em casos de dispositivo de tensão atuado, não se deve religar o equipamento até sua manutenção, sendo sua causa, normalmente, um arco interno.

O sobreaquecimento excessivo nos conectores também é muito recorrente. Ele pode significar mau contato. Nesse caso, o transformador também deve ser retirado de serviço.

Em anomalias nos acessórios de proteção, deve-se basear nas especificidades do respectivo transformador, a qual é estabelecida pelo fabricante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *