Equipamentos podem fazer toda diferença em temperatura

O setor industrial precisa contar com alguns equipamentos especiais para garantir qualidade e precisão em seus procedimentos produtivos e de montagem. Existem diversas tecnologias voltadas, portanto, para que seja possível otimizar e agilizar as atividades na área.

A aplicação de equipamentos como os sensores é essencial em muitos momentos, sendo necessário conhecer mais a fundo o funcionamento de alguns modelos mais empregados e que são capazes de facilitar e muito o cotidiano das fábricas e indústrias.

No artigo a seguir, saiba mais sobre a Câmera de visão térmica e fique por dentro de informações sobre suas vantagens e seu desempenho.

O que são sensores?

Sensores são dispositivos que, como sugere seu próprio nome, “sentem” materiais, temperaturas, distâncias, etc, com base em um mecanismo especial de detecção, cujos detalhes podem variar bastante conforme o modelo.

Esse equipamento consegue fornecer algumas informações extremamente importantes para diferentes procedimentos de forma mais segura, confiável e prática, otimizando o cotidiano industrial e possibilitando a produção de qualidade.

Entre os principais modelos encontrados atualmente no mercado, podemos destacar os:

  • Sensores de pressão;
  • Sensores capacitivos;
  • Sensores magnéticos;
  • Sensores ultrassônico;
  • Sensores a laser.

Os sensores indutivos, ainda, são alguns dos mais fundamentais quando estamos falando do meio de produção e montagem das fábricas e podem ser chamados também de sensores de proximidade, pois identificam presença de acordo com a distância do objeto.

Ele possui a capacidade de detectar uma série de itens feito de materiais metálicos como alumínio, ferro, aço, aço inox, entre outros exemplos.

A seguir, vamos conhecer mais sobre um Sensor indutivo alta temperatura que é empregado para diversas finalidades e oferece a garantia de resultados mais precisos e confiáveis na hora de identificar presenças por meio da percepção térmica.

Câmeras termográficas

Muitas vezes, em atividades diversas, é importante poder detectar os problemas até mesmo antes de eles acontecerem, o que é muito comum por meio de análises preventivas. Esse tipo de ação cuidadosa e supervisionada garante que todo o maquinário esteja em pleno funcionamento de forma contínua e ininterrupta.

Ao fornecer uma imagem de distribuição de calor, a Flir camera termica é um dos dispositivos mais utilizados para a identificação de falhas e problemas em potencial, muitas vezes invisíveis ao olho nu, mesmo que observados por um técnico.

A imagem apresentada, que é considerada uma imagem termográfica, já que fornece informações sobre a temperatura em diferentes pontos da parte avaliada, pode ser exibida em uma tela e mostra exatamente onde a temperatura está mais alta e onde ela está mais baixa.

Existem diferentes modelos de Câmera termográfica flir, de modo que é importante avaliar precisamente a demanda da aplicação e conhecer os recursos necessários para cumpri-la de forma prática, ágil e satisfatória.

No geral, é possível contar com tecnologia de ponta no uso dessas câmeras de visão especial, havendo desde modelos mais fáceis e econômicos até dispositivos mais completos e ergonômicos, com o programa para a análise da imagem e a geração de relatórios automáticos.

Como funciona?

Muitas pessoas se perguntam Visao termica como funciona. A resposta é simples: por meio da emissividade. Isso é o que define a razão que há entre a energia emitida por determinado objeto sob determinadas condições de temperatura e a energia emitida por um corpo negro, também chamado de radiador perfeito, sob as mesmas condições.

Por meio do método infravermelho, portanto, a câmera consegue captar esse nível de emissividade dos objetos, gerando imagens que revelam suas diferenciações térmicas de forma exata. Quanto mais energia os objetos emitem, mais eficiente é o processo por infravermelho.

Já em alguns casos, quando os objetos possuem uma emissividade muito baixa, torna-se mais complicado identificá-los ou detectá-los, de modo que é importante contar sempre com os modelos mais avançados e comprovadamente eficazes para garantir os resultados mais exatos nesse tipo de medição.

Algumas dicas sobre a detecção de emissividade são:

  • Comece utilizando uma amostra;
  • Use fita crepe para gerar a medição de base;
  • Fure o objeto de alta emissividade para comparação;
  • Use o revestimento como base;
  • Observe instruções do produto medido.

O mais importante é sempre contar com o trabalho qualificado e o treinamento prático e teórico de profissionais da área, assegurando a operação correta das câmeras termográficas e o uso de um Termovisor flir de qualidade, que vai assegurar o bom funcionamento prolongado do dispositivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *