Equipamentos com uso de ar comprimido

O uso de ar comprimido em diferentes ramos do setor industrial é muito comum quando o assunto é geração de energia para maquinários diversos.

São esses equipamentos os responsáveis por uma série de procedimentos de produção que garantem os resultados desejados.

Mas como funciona esse mecanismo de alimentação e quais são seus componentes?

No artigo a seguir, confira a resposta para essas e outras perguntas e saiba como esses dispositivos podem fazer toda a diferença na produtividade e na rentabilidade dentro das fábricas e indústrias.

Ar comprimido

O ar comprimido é gerado pelo compressor ar, que possui um funcionamento bem simples. Ao capturar o ar atmosférico e aumentar a pressão, tornando-o comprimido, é possível utilizá-lo em diferentes procedimentos.

Dessa forma, esse equipamento se caracteriza pela sua alta versatilidade, podendo ser encontrado não só nas indústrias, mas também em lojas e até mesmo nas residências.

O compressor é composto por uma mangueira de alimentação que conecta diversas ferramentas ao seu mecanismo de fornecimento.

Desse modo, esses equipamentos podem apresentar alto desempenho e a otimização do tempo é garantida, pois essa atividade pode acontecer enquanto os serviços são realizados.

Existem diferentes tipos de compressores industriais, de forma que é muito importante fazer uma avaliação precisa da potência necessária e do tipo de demanda que será alimentada.

Com um compressor pequeno, por exemplo, é possível obter resultados satisfatórios em muitos processos, já que a versão mais compacta desse aparelho, o motocompressor, é muito utilizado em ambientes domésticos.

Mas quando o assunto é produção industrial, vale a pena observar se o uso de dispositivos maiores trará mais rentabilidade.

Enquanto o compressor de ar direto libera o ar sem a necessidade de armazená-lo, modelos que trabalham por pistão ou parafuso já fornecem um reservatório, pois é exigida uma performance mais elevada no seu emprego industrial.

Ao ser desligado da tomada, esses últimos modelos são automaticamente desligados e o ar não mais é expelido pela tubulação.

Quem busca alugar ou Comprar compressor de ar pode contar com as opções extremamente variadas no que diz respeito ao tamanho, capacidades e modelos.

Em estabelecimentos especializados para a venda desse tipo de equipamento, é possível consultar mais informações sobre cada modelo disponível.

Além do compressor, existem acessórios que fazem parte do procedimento executado por esse aparelho, tais como o secador de ar. Vamos conhecer mais sobre ele?

Auxílio nas atividades pneumáticas

O trabalho do compressor, empregado em diversos sistemas que funcionam a partir do mecanismo pneumático, deve contar também com acessórios que possibilitam a otimização ainda maior de linhas de montagem.

No tratamento de ar, portanto, itens como o Secador de ar comprimido são fundamentais por garantirem a eliminação total da água, deixando apenas o ar percorrer a tubulação.

Isso pode ser feito de diferentes modos, seja com refrigeração, absorção, etc.

O importante é impedir que a umidade presente no ambiente e absorvida pelo compressor acabe entrando no sistema e prejudicando o seu funcionamento, gerando danos nas mangueiras e exigindo uma grande quantidade de reparos.

Outro componente fundamental é o filtro de ar, que impede a entrada de uma série de resíduos e partículas dentro da tubulação do compressor.

Essas impurezas podem prejudicar a produção, pois geram desgaste e impedem o fluxo correto do ar comprimido, de modo que um dispositivo voltado para a filtragem eficiente e constante é indispensável.

Alguns dos equipamentos que exigem o uso do compressor e seus acessórios são:

  • Máquinas industriais;
  • Pistolas de pintura;
  • Ferramentas pneumáticas;
  • Equipamentos a base de ar comprimido.

Exigências de segurança

Em muitos procedimentos industriais, o risco de acidentes e lesões pode ser mais elevado do que em outros segmentos de atuação profissional.

Por isso, as diferentes máquinas utilizadas nas linhas de montagem e produção devem ser manuseados apenas por pessoas habilitadas e com conhecimentos específicos sobre seu uso.

Pensando nisso, a Proteção nr12 foi desenvolvida com o objetivo de minimizar os riscos oferecidos em determinadas operações industriais.

O esmeril é um exemplo de aparelho altamente perigoso, de modo que esse tipo de proteção é fundamental para garantir o máximo desempenho em afiamento e corte sem colocar em risco a integridade física de seu operador.

O mais importante é garantir o uso adequado de todos os dispositivos, assegurando a manutenção menos frequente e prolongando sua vida útil.

Além disso, adquirir produtos de qualidade também tem um impacto direto na produção e no desempenho dos processos industriais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *