Conhecendo os tipos de fitas industriais

A indústria é um setor de extrema importância na sociedade, através do qual o capitalismo se sustenta. Fabricando produtos em larga escala e utilizando máquinas de grande porte, as indústrias são complexas e envolvem uma série de equipamentos e serviços para funcionar.

Neste artigo, você vai saber mais sobre um item frequente nas indústrias, mas comumente ignorado: as fitas. Direta ou indiretamente, diversas fitas fazem parte da rotina industrial e, sem elas, o trabalho industrial não seria possível.

Essa é uma das principais características do setor: a interdependência. Cada pequena etapa funciona como parte de uma grande engrenagem para entregar o resultado final.

Fitas para amarração

Como o objetivo da indústria são produtos em larga escala, há uma constante presença de cargas. Tanto a carga de matéria-prima e insumos quanto a carga de produto acabado. Para transportar toda essa carga de forma segura é preciso contar com técnicas de amarração.

O Fitilho para amarração é uma fita destinada à amarração, fabricada com polipropileno. Em alguns casos, é possível utilizar polipropileno reciclado e, como as fitas são usadas em grande quantidade, essa pequena mudança pode fazer grande diferença para a sustentabilidade da indústria.

O fitilho costuma ter largura de 1 cm e comprimento de 28 m, e as cores mais comuns são o verde, o preto e o marrom.

Um Rolo de fitilho costuma ser utilizado manualmente, sem o auxílio de nenhum equipamento e chega a ter 280 metros do material.

Ele é comum para a amarração de caixas e de volumes maiores, mas também pode ser usado com cargas de pequeno porte.

Seu principal uso é para acomodar todas as mercadorias corretamente nos caminhões. Não apenas na indústria, é um material essencial para mudanças, sendo usado para a amarração dos móveis a se transportar.

O também chamado Barbante fitilho apresenta a vantagem de ter custo baixo e resistência alta. Ele pode ser usado para unir diversas unidades em um volume, como tubos plásticos ou metálicos.

Quando torcido, sua resistência aumenta ainda mais e, então, pode até substituir o uso de fitas de aço e sisal.

Um fato curioso é que também existem fitilhos de seda e esses são usados puramente para decoração. É comum ver fitilhos de seda em embalagens de presente, para ornamentar a caixa ou o pacote.

Impressão 3D e a indústria

A impressão 3D é uma tecnologia relativamente recente e funciona como uma grande facilitadora em diversos mercados. O seu papel na indústria é imenso, pois é uma forma de baratear a produção de peças.

Basta criar um modelo virtual da peça, em algum programa de animação 3D. Depois de definido esse modelo, a impressora 3D pode fazer inúmeras versões, geralmente usando plástico para tal.

Esse plástico pode variar e ele vem em formato de fita, sendo derretido e solidificado na posição desejada pela máquina. Essas fitas para impressão existem em diferentes tipos:

  • Filamento hips;
  • Filamento PLA;
  • Filamento ABS;
  • Filamento FLEX;
  • Filamento PETG;
  • Filamento HT.

HIPS é uma sigla para poliestireno de alto impacto e é um dos materiais mais comuns para a impressão 3D. A recomendação é que a HIPS seja usada para a fabricação de peças técnicas e ligeiras, pode ser usada como isolante por ter uma baixa condutividade elétrica.

É preciso tomar cuidado, porém, com a aplicação escolhida, pois peças feitas assim não podem ser usadas no ambiente externo. O filamento HIPS não resiste aos raios ultravioleta, que acabam por deixá-lo quebradiço e fazer sua cor desaparecer.

Já o Filamento pla 3mm se destaca por poder ser usado para peças que entram em contato com comida, é biocompatível.

Ele é produzido a partir do bagaço de cana-de-açúcar ou de milho. Sua rigidez o torna mais quebradiço e menos flexível, mas seu acabamento é um dos melhores, com aspecto brilhante.

Por fim, é importante lembrar que existe uma grande variedade de fitas na indústria, além das citadas. Por exemplo, para a fabricação de etiquetas magnéticas se utiliza a Fita de imã, organizando melhor as cargas.

Em conclusão, muitos dos materiais usados na indústria são simples e de baixo custo, mas possuem uma grande importância para os processos.

Sem as fitas de amarração seria muito mais complexo transportar cargas com segurança, por exemplo. Procurar por soluções inteligentes em todos os aspectos da indústria é a melhor forma de atingir o sucesso nesse meio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *