Conheça todo o sistema das bombas hidráulicas

Para se deslocar um fluido é necessária a adição de energia. Um fluido é algo que tem a capacidade de fluir, escoar, e que não resiste, de maneira permanente, às mudanças de pressão.

Os líquidos são fluidos, e para deslocá-los ou escoá-los precisamos de energia. Mas não qualquer energia. O líquido parado tende a permanecer parado, a não ser que se dê energia de movimento a ele.

Exatamente como uma bola, que, quando parada, só se move se alguém empurrá-la. Os equipamentos capazes de fornecer essa energia de movimento para o líquido são o que chamamos de bombas.

A bomba hidráulica é a responsável por transferir um líquido de um local para o outro sem a ajuda da gravidade.

Ela é muito usada no transporte de qualquer tipo de líquido, mas, principalmente, a água. A bomba hidráulica está presente em vários equipamentos do nosso cotidiano, como por exemplo:

  • Caixas de água de prédios;
  • Sistemas de lubrificação a óleo, de carros;
  • Piscinas;
  • Aquários;
  • Climatizadores;
  • Refrigeração de automóveis.

As bombas podem possuir vários formatos, portes e funções específicas, mas todas elas, basicamente, fazem a mesma coisa: transportar um líquido de um lugar a outro, através de dutos. Vamos entender melhor agora como funciona a bomba de água.

Como funciona uma bomba de água?

O vácuo causado pela energia mecânica gera uma força de sucção.

As bombas usam energia proveniente de fontes externas para gerar movimento. Essa energia pode ser energia elétrica proveniente da rede, mas pode também ser a energia química de combustíveis como gasolina e diesel.

As bombas têm um motor que se movimenta com a energia de entrada, transformando a energia que entrou em movimento. Esse movimento, ou giro, gerado, empurra todo o ar presente gerando um vácuo parcial.

Graças à força da pressão atmosférica, que visa preencher o vácuo, o líquido então é empurrado pela pressão atmosférica, criando assim uma pressão hidráulica que faz a água se movimentar.

Uma vez dentro do sistema, a água é constantemente empurrada pelo movimento gerado pelo motor e um fluxo é formado.

A bomba de água pode ser comparada a um ventilador, secador de cabelo ou turbina de avião, que possuem, basicamente, a mesma função: deslocar um fluído.

Os diferentes tipos de bombas hidráulicas

As bombas hidráulicas se apresentam em diferentes tipos, e cada um deles é adequado às suas respectivas funções.

Alguns são colocados em terra seca, como a motobomba, e outros podem ser colocados até embaixo da água, como a bomba centrífuga submersa.

Podemos dividir as bombas hidráulicas em duas categorias: as bombas centrífugas e as bombas de deslocamento positivo – de acordo com a finalidade e tipo de deslocamento de fluido que cada uma promove.

1. Bomba centrífuga

As bombas centrífugas podem transferir grandes quantidades de líquido, com eficiência, mas essa eficiência cai drasticamente conforme a pressão e a viscosidade (resistência do líquido ao escoamento), aumentam.

A bomba centrífuga funciona, basicamente, com o giro de uma turbina que admite o fluído pelo centro, e o força para as pontas, onde ele é canalizado. Basicamente, funciona à base da energia cinética.

Os turbos automotivos são bombas centrífugas, que bombeiam ar dessa maneira para dentro do motor.

2. Bomba de deslocamento positivo

Possui fluxo contínuo e sem pulsações. Essas bombas têm folgas internas bem apertadas, e isso minimiza a quantidade de líquido que circula, mas também não é afetado pela pressão.
Esse tipo de bomba funciona bem com pressões mais altas e viscosidade mais alta também.

O tipo de bomba ideal varia de acordo com a necessidade, visto que as centrífugas podem ter desempenho melhor em baixas pressões e viscosidades, e as de deslocamento positivo possuem menor fluxo, mas funcionam melhor em altas pressões e viscosidades.

Seja qual for o tipo, as bombas hidráulicas necessitam sempre dos cuidados de limpeza e manutenção, periódicos, principalmente quando usadas em líquidos com impurezas ou sujeira, como poços, cisternas, lagos artificiais, etc.

A devida manutenção e limpeza podem prolongar a vida útil do seu equipamento e manter os níveis adequados e esperados de fluxo de água.

Para uma correta manutenção, leve sua bomba periodicamente para uma empresa especializada, onde ela poderá ser analisada e possa ser feita, se necessário, a troca de componentes desgastados pelo uso.

Essa manutenção é importante para que sua bomba funcione em 100% da potência, e evite assim, desperdício de energia e prejuízos para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *