Conheça a indústria do aço e seus detalhes

Para a fabricação de itens em metal é preciso fazer a manipulação do material. Isso envolve a dobra, o corte, o curvamento e outras técnicas que modificam a sua forma.

Contudo muitos metais são excessivamente duros e isso pode tornar seu corte e perfuração um desafio. Neste artigo você vai entender como ocorre o corte e a perfuração de metais nas indústrias.

Métodos de corte

O corte laser inox é uma técnica que se vale de um feixe de luz de alta potência. É uma tecnologia relativamente avançada e que conquista cada vez mais o mercado do corte de materiais. Laser, na verdade, é uma sigla para Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação.

O laser é tão potente que derrete o material e causa a sua evaporação, sendo o método de corte mais eficiente dentre os existentes hoje.

Para entender esse conceito, pode-se fazer um paralelo com uma brincadeira muito comum entre as crianças, que é gerar fogo com uma lupa.

O papel da lupa é amplificar a luz proveniente do Sol, o que resulta em fogo se a incidência ocorrer em material inflamável, como o papel.

As vantagens de cortar uma chapa de aço com o laser são diversas. Primeiro, existe uma grande precisão do trabalho e, com ela, a possibilidade de fazer cortes complexos. Há uma quantidade incontável de possíveis cortes com esse método.

O que antes era feito com mais de um processo e também com trabalho manual, acontece inteiramente por meio do uso do laser.

Isso acelera o processo de produção e reduz, significativamente, seus custos. Além disso, há uma grande variedade de aplicações, podendo cortar:

  • Aço carbono;
  • Aço inoxidável polido;
  • Acrílico;
  • Alumínio;
  • Madeira;
  • Ferro.

O processo de Oxicorte se baseia na fusão ou erosão do metal utilizando uma chama oriunda da queima de gases.

Muito utilizado na indústria, os gases utilizados costumam ser o oxigênio com o acetileno, que configuram um gás combustível e outro que alimenta a chama.

Outros gases podem ser usados no lugar do acetileno, mas o resultado acaba sendo de qualidade inferior. O acetileno se destaca por sua capacidade de combustão.

A maquina de cortar é uma forma mais tradicional de realizar o corte de aço, valendo-se unicamente do esforço mecânico.

São utilizados materiais abrasivos para o corte, com dureza superior à dureza do metal em questão. Dentro dessa categoria, pode-se destacar a técnica de cisalhamento.

O corte por cisalhamento é feito posicionando a chapa metálica entre duas facas de corte de aço feitas especialmente para esse fim. A faca inferior é fixada na máquina e a superior se movimenta para cima e para baixo.

A força de corte é gerada pelo movimento da faca superior descendo que, ao penetrar na chapa metálica, resulta em uma zona de deformação, uma zona fraturada com ruptura por tração e a rebarba.

Assim, a necessidade de um acabamento depois do corte é clara. É preciso deixar a superfície do metal lisa e retirar os excessos (como as rebarbas), para que ele possa ser encaminhado para a próxima etapa de seu processo de produção.

Recortes metálicos

O metal é muito versátil, mesmo quando se trata dos itens mais simples. Dois exemplos de recorte metálico muito usados na indústria são a tela de arame e a chapa metálica perfurada.

A Chapa metálica perfurada é uma opção perfeita para quem procura por um material resistente, com baixo custo e longa durabilidade.

Essa chapa metálica é bastante versátil, utilizada em larga escala por diversos setores industriais, com diferenças nas perfurações.

Em verdade, as perfurações podem ser redondas, oblongas, retangulares, quadradas, losangulares, enfim, variam muito de acordo com a necessidade.

A tela de arame é muito usada na área de construção civil, para proteger janelas e varandas, delimitar terrenos, proteger a arquibancada de ginásios esportivos e também é muito usada no ambiente rural, em galinheiros.

Em conclusão, existe uma série de maneiras de cortar e perfurar o metal e os resultados são amplamente usados pela construção civil e por todos os segmentos industriais.

Pode tanto ser o produto final, como é o caso da tela de arame quanto ser parte de um equipamento ou máquina maior.

A dica é sempre escolher o método de corte que vá trazer mais lucro para a empresa no longo prazo, deixando de considerar apenas o investimento inicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *