Um guia rápido sobre conectores e fontes de alimentação

Todos sabemos que os computadores são indispensáveis nos dias atuais, certo? Imagine que uma série de dispositivos permitem o funcionamento deles todos os dias em nossas vidas.

Dessa forma, é muito interessante observar o funcionamento desses acessórios que possibilitam a alimentação de energia para as máquinas e demais dispositivos.,

Mas qual a função de Fonte de um computador, por exemplo? Como ela alimenta os dispositivos? Existem tipos diferentes? E os conectores, para que servem? Confira a reposta para essas e outras perguntas a seguir!

Como funciona?

O que uma fonte de alimentação faz é converter a corrente elétrica alternada captada através da tomada em corrente contínua, que será utilizada nos circuitos eletro-eletrônicos da máquina em questão.

Esses aparelhos trabalham tanto a 110 quanto 220 volts, mas vale lembrar que muito modelos possibilitam alternar essa adaptação por meio de uma pequena chave localizada na parte traseira do acessório.

Existem várias opções de fontes disponíveis no que diz respeito a capacidades de potência.  A quantidade de Watts (medida da potência elétrica do aparelho) determina a quantidade de equipamentos que poderão ser alimentados por ele.

Na maioria dos casos, os computadores são produzidos com fontes de alimentação de 300 Watts ou mais, potência considerada adequada, mas vale ressaltar que é possível encontrar outras alternativas no mercado.

Garantia de eficiência

Par garantir a alta performance da fonte, é preciso adquiri-la junto a empresas que oferecem produtos de boa qualidade, durabilidade e potência. Exija sempre um produto de alto nível, que execute a tarefa de alimentação de forma completa e eficaz.

Outra observação importante é verificar o padrão da fonte. Os modelos mais antigos costumavam vir com um padrão chamado AT, mas isso mudou. Atualmente, o padrão utilizado se chama ATX e a energia fornecida é levada até a placa mãe do computador, mesmo quando ele não estiver ligado.

Alternativa poderosa

Existem variados tipos de fontes e elas podem pertencer a diferentes categorias de acordo com seus desempenhos, os aparelhos aos quais podem ser conectadas, a potência, os modelos, etc.

Um exemplo muito recorrente e indispensável é Fonte chaveada que, diferente da fonte linear, consegue fornecer correntes mais elevadas mesmo sem um transformador.

Entre suas principais vantagens, estão:

  • Não necessita de transformador
  • Maior eficácia
  • Trabalha a frequência do circuito
  • Circuito de controle da tensão

Conectando

Os conectores no geral são fonte de muitas dúvidas, pois existe uma variedade infinita deles de acordo com a utilização em cada processo.

As exigências são múltiplas e os aparelhos foram desenvolvidos para cobrir todas as necessidades relacionadas à aplicação elétrica.

Os conectores, como diz o nome, realizam a ligação entre dispositivos a partir de seus pontos de fiação para que seja conduzia uma comunicação de sinais. Isso é necessário em vários processos que realizamos diariamente sem perceber.

Desenvolvido em 1950 por um eletricista que trabalhava com desenvolvimento e instalação de TV a cabo na época.

Conector tipo F é recomendado para cabos coaxiais de rádio frequência, utilizado principalmente nos televisores de vários tipos de transmissão

Existem diferentes tipos e aplicabilidades. Por isso, podem dividir-se em:

  • Compressão
  • Cônico,
  • Crimp
  • Ilhós
  • Rosca
  • Auto-instalação.

Além disso, podem realizar compressão profissional, standard, de dupla vedação ou outras.

Outros conectores

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o uso de Conector db9, outro item extremamente importante para uma variada gama de procedimentos realizados dentro das fábricas e das indústrias no geral.

Esse conector é considerado uma ficha analógica que possui 9 pinos que pertencem à família de conectores conhecida como D-Subminiaturas, também abreviadas como D-Sub ou SubD.

Com a capacidade de realizar conexões em série, esse conector permite a transmissão assíncrona de dados conforme o padrão estabelecido.

Outro modelo de conector que é muito encontrado em vários procedimento de ligação elétrica é o Conector crc9.

Controle da operação

Para que todos os desempenhos esperados sejam possíveis, é preciso haver um controle dos processos, certo?

Por isso, Controlador Lógico Programável entra como um recurso indispensável no setor de controladores industriais. Com ele é possível comandar e monitorar uma grande variedade de máquinas e equipamentos.

Um computador especializado na função administrativa de mecanismos e com base em um microprocessador com funções de controle que são feitas a partir de Software clp, esse aparelho apresenta diferentes tipos e e níveis de complexidade.

Agora que você entende melhor sobre o mundo da eletricidade e seu desempenho indispensável em muitos processos dentro das indústrias, que tal pensar na melhor aplicação de cada um deles para facilitar a sua vida e o otimizar a performance do seu negócio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *