Como funciona o trocador de calor na indústria?

Muitas pessoas usufruem diariamente dos benefícios de equipamentos que trocam calor. Afinal, quem não precisa de geladeira e não gosta do efeito de alívio proporcionado pelo ar-condicionado em dias muito quentes?

O que a maioria não sabe é que esses processos são também fundamentais em vários setores industriais, pois possibilitam inúmeras operações que dependem, por exemplo, da refrigeração para oferecerem os resultados desejados.

Confira mais informações sobre a troca de calor, como ela acontece e as ferramentas e acessórios envolvidos em seu funcionamento ideal, prático e eficiente.

Troca de calor

Com o objetivo de aquecer e resfriar de acordo com a demanda do setor industrial onde ele está sendo aplicado, trocador de calor é capaz de oferecer intercâmbio eficaz em espaços físicos limitados, de forma que permite altas performances tanto no caso das vazões menores quanto em gradiente de temperaturas mais elevadas.

Com isso, o aproveitamento da energia térmica disponível é máximo, o que gera economia, já que essa mesma energia pode ser utilizada posteriormente em outro momento do processo.

Seu funcionamento possibilita que muitos processos sejam feitos de forma segura e totalmente voltada para performances completas quando se trata de resfriamento.

Uma das características mais vantajosas oferecidas por Fabricantes de trocadores de calor é a aplicação simples, sem falar na manutenção.

Tudo isso evita que a produção tenha que lidar com longas paradas, o que pode prejudicar os produtos e trazer alguns prejuízos em vários aspectos para a indústria.

Aplicabilidade

Esses equipamentos são indicados principalmente para usos que demandam refrigeração, de forma que eles são ideias em plantas de biodiesel, óleo, sebos e recuperadores de água em torres de resfriamento.

Além disso, podem ser aplicados em processos para controle de temperatura de líquidos, como faz Geladeira industrial, que é muito encontrada em:

  • Pasteurização;
  • Resfriamento de laticínios;
  • Fábricas de refrigerante;
  • Cervejarias.

Controle de temperatura

Em variados processos de fabricação, existe uma demanda indispensável por controle de temperatura adequado, já que, muitas vezes, ela não pode estar nem acima nem abaixo do que foi estipulado.

Nesse contexto, controlador de calor é uma tecnologia essencial para monitorar a temperatura a partir dos dados e das informações estabelecidas para cada procedimento, em suas mais variadas etapas.

Assim, é possível evitar danos como o revestimento negligente, a adesão inapropriada, enfraquecimento do material ou até mesmo um comprometimento grave de seus componentes.

Uso e vantagens

Entre as principais funções desse dispositivo, pode-se citar:

  • Garantir o padrão das etapas;
  • Medição constante da temperatura;
  • Comparação precisa;
  • Correção instantânea.

Assim, é possível obter uma série de benefícios a partir de sua aplicação correta e qualificada. Além de corrigir a temperatura de acordo com a programação estipulada, o controlador ajuda também a descobrir possíveis falhas relacionadas à temperatura, de forma que elas podem ser adequadamente tratadas e sanadas com mais facilidade e rapidez.

Composição

Constituído de um conjunto de placas de metal corrugado, os controladores dispõem de orifícios por onde os fluidos de transferência de calor poderão passar.

Esse conjunto é inserido entre a placa de pressão móvel e a de estrutura fixa, de forma que parafusos de aperto realizam a devida compressão entre elas.

Para direcionar os fluidos em canais alternados e vedar o canal, as gaxetas são muito utilizadas na composição de equipamentos que otimizam o trabalho de Trocador de calor de placas. Além disso, alguns componentes podem interferir no número de placas em operação, sendo alguns eles:

  • Taxa de fluxo
  • Propriedades físicas do fluidos
  • Queda de pressão
  • Gradiente de temperatura

A turbulência do fluido é provocada pelas ondulações das placas, que são fixas e móveis. Por meio de uma barra de transporte, elas também podem ser suspensas.

Da mesma maneira, podem ser localizadas  por uma barra de guia, sendo que todas elas estão fixadas a uma coluna que oferece o devido suporte nos procedimentos operados.

Por isso, o uso de utensílios importantes como chiller de placas, que funcionam a partir do princípio de contra-fluxo e que possuem superfície de troca térmica composta por placas de aço inox 304 ou 316, é fundamental.

Vale lembrar que é imprescindível contar com equipamentos de qualidade, dos quais apresentem alto desempenho e garantam os procedimentos tão importantes na indústria, onde os trocadores são extremamente aplicáveis, úteis e facilitadores em cenários específicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *