Como aplicar a manutenção preventiva na indústria?

A manutenção é fundamental para o bom funcionamento de máquinas e equipamentos, de maneira confiável, segura e produtiva.

Em todos os tipos de indústrias, incluindo as empresas de caldeiraria, é essencial a promoção de boas práticas de utilização e manutenção dos equipamentos para garantir o sucesso do negócio, já que assim é possível evitar surpresas com possíveis impactos no orçamento.

Ao eliminar as quebras e paradas de maquinários, a manutenção preventiva dos equipamentos também reduz os custos operacionais das produções.

Boas práticas de utilização

Durante o uso, quatro recomendações ajudam os operadores a cuidar dos equipamentos e evitar danos. São eles:

1- Limpeza

A limpeza frequente de máquinas e equipamentos é primordial para o uso adequado, principalmente no caso de itens que acumulam bastante sujeira em pouco tempo.

Além de causar a corrosão e a degradação das máquinas, a sujeira pode atrapalhar as operações e prejudicar a descoberta de falhas.

O ideal é que os funcionários façam a limpeza dos equipamentos logo após o uso, seguindo instruções, como uma maneira de diminuir os riscos de acidentes.

2- Lubrificação

Grande parte dos equipamentos utilizados nas indústrias têm partes móveis e motores. Para garantir as melhores condições de operação, é essencial que os maquinários sejam lubrificados corretamente.

O óleo tem a função de diminuir o atrito entre as peças e, principalmente, de auxiliar na limpeza e controle da temperatura dos equipamentos.

3-Inspeções frequentes

Incluir as inspeções aos equipamentos na rotina dos colaboradores é essencial para a detecção da necessidade de manutenção de maquinas.

Ao acompanhar o desempenho dos maquinários, os funcionários se atualizam sobre a situação de cada um deles, monitorando a degradação gradual das peças.

Desta forma, o planejamento de possíveis reparos ou paradas nos sistemas para medidas de manutenção podem ser agendadas.

4- Manutenção preventiva

A manutenção preventiva está relacionada aos procedimentos realizados periodicamente nos aparelhos em funcionamento, com o objetivo de evitar quebras.

A intervenções podem levar em conta análises feitas com instrumentos de medição, entre outras formas de perceber problemas de funcionamento.

As medidas de manutenção preventiva podem variar bastante, de acordo com o maquinário em questão. Entretanto, algumas atividades comuns são a troca de filtros de óleo ou ar, a drenagem e substituição do óleo lubrificante e outras funções.

É essencial que a manutenção preventiva siga as recomendações dos fabricantes das máquinas, que determinam um plano de manutenção completo para aumentar a produtividade e reduzir custos operacionais.

Quando realizar a manutenção preventiva?

Equipamentos com a manutenção em dia tendem a ser mais produtivos e eficientes, além de exigirem menos reparos e substituições de peças.

Trata-se um processo essencial, principalmente no caso de maquinários que já dão sinais de desgaste. Para manter o alto rendimento é preciso programar as intervenções.

A inspeção com terrômetro digital, entre outros equipamentos, seguida pela melhoria das instalações devem ser feitas de acordo com o manual de instruções das máquinas, mesmo que elas não apresentem nenhum defeito.

O que avaliar na manutenção preventiva?

O objetivo central da manutenção preventiva é a resolução de pequenos problemas com potencial para acarretar em danos, quebras ou falhas nos sistemas.

A organização de um cronograma para as atividades requer disciplina e foco por parte da equipe, que deverá avaliar principalmente:

  • Cabos de energia com partes móveis;
  • Engrenagens e eixos que compõe os maquinários;
  • Juntas, vedações e materiais de fricção que podem se desgastar;
  • Qualidade e quantidade de óleo nas máquinas;
  • Filtros de secador de ar comprimido e outros equipamentos;
  • Lubrificação dos rolamentos das máquinas;
  • Torque de parafusos, que precisa ser testado;
  • Implementação correta de softwares e suas atualizações.

Durante a regulagem dos componentes, equipamentos e máquinas, uma dica para controlar as inspeções é a realização de um checklist com todos os itens.

É preciso destacar que a manutenção preventiva deve ser responsabilidade de um profissional capacitado para as funções, com conhecimentos técnicos.

É recomendada a qualificação e especialização na área, como uma forma de o profissional aprofundar o conhecimento para a adoção de boas práticas de manutenção.

A intervenção inadequada pode ter graves prejuízos para as linhas produtivas, além de comprometer a segurança de todos os envolvidos nas operações industriais.

A criação de relatórios de controle é a dica final para manter a eficiência dos processos de manutenção, garantindo a produtividade e qualidade na indústria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *