3 dicas mais importantes sobre porcas que você precisa ler

A evolução da tecnologia nos apresenta os mais diversos equipamentos que colaboram grandemente com o nosso dia a dia. Essas máquinas garantem grandes facilidades e vantagens no seu uso. Porém, para que estes equipamentos possam funcionar perfeitamente, é certo que, todos os dispositivos e peças que os compõem também precisam dispor de alta qualidade e resistência.
É verdade que cada dia mais essas máquinas contam com maior modernidade e funcionalidade. Contudo, ao analisarmos de maneira detalhada as peças internas que contribuem com o funcionamento destes equipamentos, logo será possível perceber que algumas peças bastante tradicionais se fazem presentes. Afinal, essas peças, ainda que antigas, garantem qualidade e pleno funcionamento dos mais diversos maquinários que compõem. Entre elas, por exemplo, podemos citar a porca de parafuso.

O que é e quais são as funcionalidades de uma porca?

É bastante comum encontrarmos a porca nas mais variadas aplicações, maquinários e equipamentos que utilizamos no dia a dia, mas, afinal, qual a verdadeira funcionalidade desta peça tão requisitada?

A porca, portanto, é uma resistente peça de forma prismática – podendo ser também cilíndrica – a sua composição, na maioria das vezes, é feita em metal. Esta peça conta com um furo roscado pelo qual se encaixa o parafuso, ou uma barra roscada. Na união deste parafuso com porca, a porca é um dispositivo utilizado para proporcionar maior qualidade à união de peças. Desta forma, a porca está sempre ligada a um parafuso.
Visando atender aos mais variados tipos de aplicações presentes no mercado, a parte externa deste equipamento conta com diversos formatos. Portanto, as porcas podem servir tanto para a fixação de elementos, como para a transmissão destes.

Devido a sua grande variedade no mercado, essas porcas contam com muitos modelos, pensados, portanto, para as diversas possibilidades exigidas pelo mercado. Entre elas, por exemplo, está a porca gaiola para rack. Este item, como o próprio nome já diz, foi idealizado para a atuação em conjuntos de móveis, como rack, gabinetes e outras peças fabricadas em madeira.
Este equipamento, em sua maioria, é produzido em aço carbono e conta com a cromeação, para evitar a corrosão do material com o passar do tempo e uso frequente. Entre este tipo de equipamento também há variações em seu tamanho. A porca gaiola m6, por exemplo, é uma dessas variações, que pode ser encontrada como M4, M5, M6, M8, M10, M12 e ¼.

Ou seja, as porcas são peças extremamente úteis e que garantem funcionalidade das mais diversas exigências do mercado, sempre com o objetivo principal de unir dois ou mais itens. Dessa forma, existem porcas voltadas para materiais em madeira, como móveis e outros utensílios domésticos, como também para maquinários em geral como, por exemplo, automóveis e outros veículos, onde se usa a porca km, desenvolvida, especialmente, para ter mais resistência, e ser utilizada diretamente em materiais como aço e metal.
É importante citar, porém, que esta peça, na maioria das vezes, para garantir maior eficiência em sua atuação, conta com a arruela, que é um item elaborado para assegurar tanto a durabilidade das porcas, como também dos equipamentos onde ela está instalada, prevenindo que o impacto entre as peças não cause danos ao equipamento. As porcas, portanto, podem ser utilizadas em diversos itens, como:

  • Utensílios domésticos;
  • Veículos;
  • Máquinas industriais;
  • Equipamentos eletrônicos;
  • Construções civis;
  • Instalações diversas.

O que é preciso saber no momento de adquirir porcas?

A grande utilidade deste equipamento já é conhecida, assim como a garantia de bom funcionamento que ele oferece às máquinas e sistemas onde está presente. Porém, quer saber quais são as três dicas importantíssimas que você deve saber antes de comprar tais peças? Vamos lá!

  1. É extremamente importante que você saiba exatamente onde a peça será usada, uma vez que a sua qualidade depende diretamente da sua aplicação. Afinal, existem modelos variados no mercado que são desenvolvidos justamente para atuar em determinadas aplicações;
  2. Tenha certeza de que esta peça é idealizada para a aplicação que você está pensando, assim como, garanta que ela seja desenvolvida com um material de qualidade que possibilite maior vida útil à peça;
  3. Certifique-se que, ao usar essas peças, seja ou não preciso utilizar peças em paralelo, como a mancal ou a ruela. Garantindo, desta forma, uma instalação correta e qualificada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *